Navegue por

Acusado de homicídio no Ipê é preso no Espírito Santo

Claudinei Paulo dos Santos de 40 anos foi preso na tarde desta quinta-feira, 5, pela Polícia Militar do Espírito Santo. O pintor é o principal suspeito de ter matado o motorista Wesley Antônio dos Reis de 35 anos e ainda de ter tentado matar a ex-namorada Joyce Cristina dos Reis de 33 anos. Dos Santos estava foragido desde domingo à noite, dia 1º, depois que atirou no casal na casa deles no Jardim Ipê.

Uma equipe da Civil foi até o Espirito Santo buscar o suspeito – foto PM

O pintor foi preso depois de monitoramento feito pela PM e Polícia Civil de Poços que informou a PM Capixaba e em seguida foi expedido o mandado de prisão pela Justiça de Poços de Caldas.

Possível arma do crime foi encontrada no porta-luvas do carro – foto PM

De acordo com as primeiras informações, diante das informações e a localização do pintor, a PM Capixaba foi até o local e cumpriu o mandado de prisão.

As roupas usadas pelo suspeito no dia do crime também foram apreendidas – foto PM

Uma equipe da Polícia Civil de Poços de Caldas foi para o Espírito Santo buscar o suspeito que deve ser apresentado ainda nesta sexta-feira, 6, e quando mais detalhes sobre a prisão deverão ser passados pela polícia.

Entenda o caso

No último domingo, dia 1º, o pintor Claudinei de Paulo dos Santos foi até a casa onde o casal Wesley e Joyce moravam juntamente com os filhos. Dos Santos chamou Wesley no portão e quando o motorista foi atender foi recebido com tiros disparados pelo pintor.

Wesley tentou fugir e foi perseguido dentro de casa e atingido por mais tiros. Além dos disparos o pintor também efetuou vários golpes de faca na cabeça, costas e nos braços. Ele não resistiu e morreu no local. Em seguida o pintor efetuou 3 disparos contra a Joyce. Dois atingiram um dos braços e o outro tiro perfurou o tórax. Joyce foi levada para Santa Casa, onde passou por cirurgia e vinha se recuperando. A família pediu ao hospital que não divulgasse mais o estado de saúde da diarista.

Dos Santos ainda queria matar os 3 filhos do casal, mas não conseguiu, pois uma amiga da família que estava na casa na hora do ataque de fúria correu com as crianças para um quarto e trancou a porta.

Wesley e Joyce tinham se separado e neste meio tempo a diarista teve um relacionamento com o pintor. Porém Joyce e Wesley reataram o casamento e Dos Santos não aceitava o fim da relação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *