Navegue por

Foi por Deus que escapei com vida

 

Foi assim que se expressou pedreiro Ronaldo Reis de Lima, depois de ter sofrido apenas ferimentos leves e algumas escoriações no rosto ao contar como foi o dia em que um muro caiu sobre ele.

Seu Ronaldo teve escoriações pelo rosto e vai ficar afastado do trabalho por alguns dias – Foto Poçoscom.com/Roni Bispo

O pedreiro de 68 anos que mora apenas 3 casas abaixo do local onde aconteceu o acidente, disse que saiu cedo de casa naquela quarta-feira, dia 4, na Rua Castro Alves no Cascatinha para ir pro o trabalho e fazia o percurso que está acostumado todos os dias e nunca imaginava que poderia ser atingido por um muro, principalmente tão perto de casa assim.

Por sorte o pedreiro passava na rua e não na calçada quando o muro desabou

Seu Ronaldo lembra que passava pela rua e de repente tudo caiu sobre ele. Ele foi jogado de costas no chão e ficou encoberto pela terra e escombros. “Foi por Deus que escapei com vida! Eu estava na rua por isso caiu pouca coisa sobre mim. Se estivesse na calçada acho que não teria sobrevivido, pois foi preciso um caminhão pra tirar tudo do lugar.” Revelou aliviado e agradecido o pedreiro.

Seu Ronaldo teve alta do hospital no mesmo dia do acidente, mas terá que ficar uns dias afastado do trabalho até que se recupere dos ferimentos e também do susto.

 

Relembre o caso

O pedreiro ficou ferido após ser atingido por um muro que desabou na manhã de quarta-feira, 4, quando ia para o trabalho. Seu Ronaldo foi socorrido por uma equipe do Corpo de Bombeiros e levado para a Santa Casa. 

Além do pedreiro, os escombros também atingiram um Golf branco que estava estacionado na rua. Dias antes da queda do muro, choveu muito na cidade o que pode ter contribuído para o desabamento do muro. Porém a causa ainda está sendo apurada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *