Browse By

Carnaval 2018 não terá desfile das escolas de samba

Pelo segundo ano consecutivo o Carnaval de Poços de Caldas não terá o desfile das escolas de samba, pelo menos não com recursos da Prefeitura, pois a verba no valor de aproximadamente R$ 600 mil será destinada novamente para a saúde.

Verba destinada às escolas de samba será revertida novamente para a Saúde – foto arquivo Poçoscom.com

A decisão foi reafirmada pelo prefeito Sérgio Azevedo na manhã desta quinta-feira, 28, durante o anuncio da liberação de mais recursos para Saúde por meio do Ministério da Saúde. Recursos estes na ordem de R$ 3,6 milhões que foram liberados para 2018 por conta do aumento do valor do teto do SUS e que vai ser utilizado na realização de cirurgias represadas.

De acordo com o prefeito, assim como este ano o dinheiro destinado a Aesb – Associação das Escolas de Samba e Blocos Carnavalescos, vai ser utilizado na Saúde, como foi com os mutirões de catarata, por exemplo, realizados ao longo do ano, reduzindo assim a fila de espera.

De acordo com o prefeito Sérgio o Carnaval 2018 de Poços de Caldas acontecerá repetindo a mesma fórmula de 2017, priorizando o carnaval das famílias, com atrações na Praça dos Macacos, na Praça Pedro Sanches, a realização do Banho à Fantasia, Carnabebê, e também o desfile dos blocos caricatos pelas ruas centrais da cidade, além do carnaval alternativo, com uma diversificada gama de ritmos, que vão desde o blues até o rock. Outros ritmos também são contemplados no carnaval de Poços, como o forró e o axé. Pelo segundo ano consecutivo, não haverá o desfile das escolas de samba na av. Francisco Salles. 

“Já comunicamos esta decisão ao presidente da Aesb (Associação das Escolas de Samba e Blocos Carnavalescos), de que a Prefeitura não tem condições de repassar recursos para realização dos desfiles de carnaval. Mas que podem atuar, junto à iniciativa privada, para que possam realizar os desfiles e, para isso, podem contar com o apoio da Prefeitura”, destacou o prefeito. Os recursos economizados serão novamente destinados para ações na área da saúde. “Já foi um bom ano, conseguimos destinar recursos para o setor, e neste ano de 2018, precisamos ainda priorizar ações na área da saúde, para atender muitas pessoas que estão precisando”, enfatizou Sérgio Azevedo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *