Browse By

Caso Ana Lívia: Padrasto e mãe são transferidos para presídio de Piumhi

Depois de serem transferidos de Poços para o presídio de Andradas, por medida de segurança, Letícia Lopes Fonseca, 19 anos, e Christhopher Anthony Tavares Coelho, 27 anos, acusados pela morte de Ana Lívia Lopes da Silva, de 3 anos, foram transferidos novamente, desta vez para a unidade prisional de Piumhi, no Sudoeste de Minas Gerais, próximo a Passos. A transferência ocorreu nesta terça-feira, 19.

Casal foi transferido pela segunda vez

De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Administração Prisional, a transferência de presos faz parte do fluxo cotidiano da gestão prisional.

O casal está preso desde o dia 14, quando a criança foi levada em estado grave para a Santa Casa de Poços de Caldas, depois de ser espancada pelo padrasto. Devido à gravidade dos ferimentos, Ana Lívia não resistiu e morreu na madrugada do dia 15.

Na tarde desta terça-feira, a delegada que investiga o caso ouviu novamente o casal. A Polícia Civil apura se a menina também foi vítima de abuso sexual, uma vez que o médico legista identificou lesões antigas na região anal. A Polícia aguarda pelo laudo da perícia.

2 thoughts on “Caso Ana Lívia: Padrasto e mãe são transferidos para presídio de Piumhi”

  1. Zé says:

    Medida de segurança?????? Esses filhos do demônio merecem alguma segurança?? Tem é que morrer!!

  2. Adriana silva says:

    Segurança quem tinha que ter era a Ana Lívia, e ela nao teve. Esses monstros tem e que morrer. E os dois tem que passar pela situacao da menina. E a justica ainda da segurança a um demônio que mata uma criança de 3 anos. Parabens isso é o Brasil.. Inferno

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *