Browse By

Distrito Industrial deve gerar cerca 600 novos empregos no primeiro semestre de 2018

A informação foi confirmada pelo vice-prefeito e secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Flávio Faria, durante uma entrevista à reportagem do Poçoscom.com diretamente do Distrito Industrial.

Frooty deve gerar 120 empregos diretos após inauguração prevista par março – foto Poçoscom.com/Roni Bispo

Além das indústrias que já estão instaladas e operando no Distrito, assim que entramos nas principais vias de acesso o que se percebe é uma grande movimentação. Algumas empresas já em fase de acabamento como é o caso da Stok Farma, especializada na distribuição de medicamentos e outras com a construção bastante avançada como é a Frooty, especializada na produção de suco de açaí.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, das 15 empresas como processo de instalação em andamento, pelo menos 9 delas devem ser inauguradas até junho deste ano, gerando aproximadamente 600 empregos diretos. São empresas que vão desde o setor de alimentos, logística, vidros e até mesmo exportação com a criação de um porto seco.

São empresas que estão se transferindo do perímetro urbano para o distrito e outras são de fora, como o é o caso da já citada Frooty. Só ela é responsável neste momento peal geração de 140 empregos com a contratação de trabalhadores no canteiro de obras. “A Frooty é uma das grandes empresas no setor de alimentos e exporta suco de alai para 30 países. Com a inauguração prevista a partir de março, serão gerados outros 120 postos de trabalho em Poços de Caldas. Hoje o Distrito Industrial se tornou num enorme canteiro de obras”, enfatizou Faria.

Secretário destaca melhorias necessárias para o DI e parcerias para o desenvolvimento – foto Poçoscom.com/Roni Bispo

O secretário reconhece que algumas indústrias iniciaram o processo de instalação em outra gestão, mas são processos demorados e a atual administração vem se empenhando, principalmente junto ao Governo de Minas, para que a instalação das empresas se concretize. “São processos demorados que não consistem em apenas na doação dos lotes. A partir da assinatura do protocolo de intenções precisamos dar toda infra-estrutura necessária para a instalação das empresas. Atualmente estamos empenhados junto com DMAE, DME para oferecer água e luz para as empresas e com a Secretaria de Obras que busca uma solução para melhorar as vias de acesso ao Distrito para dar condições de instalação destas empresas como acontece na Rua 2, por exemplo. Todo mundo que passa pela prefeitura dá sua contribuição em prol do município e desde o início de 2017 temos buscado melhorias e negociados com as empresas,” disse o secretário.

Ainda de acordo com Flávio Faria, o distrito ainda vai ganhar um quarteirão industrial, com a instalação de um estacionamento para caminhões, onde os motoristas e os funcionários das empresas terão acesso a serviços como lanchonete, por exemplo, e uma área para descanso com ofereça até mesmo banho, para os motoristas que ficam no distrito a espera do carregamento ou descarregamento dos caminhões. Seria uma outra forma de gerar mais empregos e impostos para o Município. “A população quer respostas através de trabalho e desde o início de 2017 estamos buscando uma solução para esta questão. Nossa preocupação não tem sido apenas em trazer empresas para Poços de Caldas, temos nos reunido com a Acia e buscando meios de incentivar e valorizar também as micro e pequenas empresas locais”, acrescentou.

A SEDET tem avançado nas reuniões com as empresas já instaladas no distrito visando criar parcerias bem como a criação de uma associação das indústrias do Distrito.

Outra questão que o secretário destaca é negociação de contrapartidas por parte das empresas mediante assinatura do protocolo de intenções. Visando o lado social, a SEDET já conseguiu que uma empresa se comprometesse a cuidar da reforma de 3 creches da cidade. Uma outra empresa que vai assinar um protocolo em fevereiro vai ficar responsável pela manutenção de uma quarta creche por 3 anos. “Com isso estaremos dando resposta para a manutenção dos prédios públicos com o apoio da iniciativa do capital financeiro das empresas que atuam no distrito industrial”, destacou o secretário.

Além das 9 indústrias que devem ser inauguradas até o meio de 2018, também está sendo aguardada uma expansão da Danone e ainda a construção da fábrica da cervejaria Estrella Galícia prevista para 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *