Browse By

DME fecha 2015 com lucro de pouco mais de R$ 27 milhões

A DME Participações apresentou na tarde desta sexta-feira, 29, o balanço financeiro consolidado ao longo de 2015. Os números foram apresentados pelos diretores da empresa e suas subsidiárias, DME Distribuição e DME Energética na antiga sede da DME.

Para 2016 a estimativa é de um lucro de R$ 40 milhões

Para 2016 a estimativa é de um lucro de R$ 40 milhões

O principal objetivo do Balanço Patrimonial é apresentar de forma organizada e ordenada os registros que afetaram o patrimônio da empresa, facilitando o conhecimento e a análise de sua real situação financeira. Ele precisa ser elaborado em conformidade com a legislação comercial, societária e fiscal vigentes. A data limite para a apresentação é neste sábado, dia 30.
De acordo com o balanço apresentado, em 2015 a DME atingiu uma Receita Operacional Bruta consolidada no valor de  R$ 317.235.000,00 ante o valor de R$ 235.844.000,00 alcançado em 2014, resultando em um acréscimo de 34,51%. Realizadas as deduções da receita operacional, a Receita Operacional Líquida consolidada foi de R$ 193.016.000,00, face ao valor de R$ 198.760.000,00, atingido em 2014, resultado este justificado pela implementação do Novo Manual de Contabilidade do Setor Elétrico – MCSE, em vigor a partir de 1º de janeiro de 2015, o qual determinou que os impostos federais passassem a ser registrados pelo valor bruto na rubrica Deduções das Receitas, contrário ao praticado anteriormente, já que eram registrados pelo valor líquido.

Apurados os impostos, o Lucro Líquido Consolidado do Exercício de 2015, alcançou o valor de R$ 27.484.000,00 ante R$ 110.348.000,00 em 2014, representando uma diminuição de 75,09%, tendo em vista o exercício de 2014 ter sido impactado positivamente pela reversão dos provisionamentos de passivos tributários federais (IR, PIS/COFINS e CSLL), ocorridos no exercício de 2014 e contabilizados pela DMED em 2005 e 2006, na ordem de R$ 77.332.000,00 provenientes da multa aplicada pela Receita Federal. Em razão disto, o lucro líquido consolidado daquele exercício de 2014 também sofreu o mesmo efeito.

“ Entendemos que é um lucro bastante razoável pelo ano de 2015 que vivemos, foi um ano muito difícil para o setor elétrico, embora a gente tenha tido tarifas que cresceram muito o resultado operacional da Distribuidora e da própria Energética foi prejudicado em muito pelas oscilações que tivermos no setor e mesmo assim trazemos um resultado positivo e demonstramos que realmente estamos administrando a DME  com muita seriedade”, destacou o diretor superintendente do Grupo DME, João Deom.

O prefeito Eloísio do Carmo Lourenço avaliou de forma positiva o desempenho da DME em 2015 que fechou o ano com um lucro de pouco mais de 27 milhões de reais, lembrando a renovação da concessão por mais 30 anos e a conquista de 3 prêmios disputados no mercado de energia elétrica, ficando ainda em 1º lugar no ranking da ANEEL como melhor distribuidora em 2015. “ Além destas conquistas e bons resultados, é preciso lembrar que conseguimos dentro desta administração o ganho de causa junto a Receita Federal em que a DME acabou se isentando de uma multa em torno de R$ 400 milhões de reais que fatalmente seria o fim da DME”, comemorou o prefeito.

Investimentos

A DMED realizou investimentos da ordem de R$ 14 milhões, representando um acréscimo de 60% em relação a 2014, recursos estes alocados na melhoria da rede de distribuição, da iluminação pública e das subestações do município. A controlada direta DMEE investiu, em 2015, cerca de R$ 6.144 mil, de uma Proposta Orçamentária de R$ 15.458.ooo,00.

Para 2016, a expectativa é que o balanço consolidado feche novamente  com lucro de aproximadamente R$ 40 milhões de reais, estimou o diretor superintendente do grupo DME.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *