Browse By

Feirantes esperam que abastecimento se normalize até sexta-feira

Mesmo com o fim da paralisação dos caminhoneiros, as feiras livres de Poços de Caldas podem sofrer os reflexos do desabastecimento e da falta de combustível ao longo da semana. Na feira da rua XV de Novembro, uma das mais tradicionais da cidade, na manhã da última quarta-feira, 30, os feirantes estavam preocupados especialmente com dificuldades na oferta de frutas.

A expectativa é que o abastecimento volte ao normal até o fim de semana – foto Poçoscom.com/Roni Bispo

De acordo com o presidente da Associação dos Feirantes, Paulo Gonçalves, alguns dos 70 feirantes que participam desta feira deixaram de ir justamente pela falta de produtos.

Ainda segundo o presidente da Associação, durante esses dias, os feirantes estão conseguindo trabalhar com os poucos produtos que têm chegado, mas a preocupação é que, se a situação não se normalizar até sexta-feira, feiras livres, como a do Mercado Municipal e as de domingo, podem ser afetadas pela falta de produtos.

“Vai ter a feira, mas vai faltar muita mercadoria e até alguns produtores não vão comparecer, justamente por causa dos efeitos do desabastecimento”, diz Gonçalves.

A Central de Abastecimento – Ceasa -, um dos principais fornecedores de mercadorias para as feiras livres, voltou a operar em baixa, nesta quarta-feira, 30, com apenas 14% de movimentação, 4% a menos que na última segunda-feira, quando foram comercializadas apenas 36 toneladas de produtos. O volume normal em dias de pregão é de aproximadamente 212 toneladas.

A expectativa é que, na próxima sexta, dia de pregão na Ceasa, os produtores consigam levar as mercadorias e reestabelecer o abastecimento de hortifrutis nas feiras e comércios da cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *