Browse By

Feminicídio: Açougueiro é condenado a 17 anos de prisão pela morte da ex-esposa

O açougueiro Osmair Pereira Brasil, de 29 anos, foi condenado nesta quinta-feira, 8, a 17 anos e 6 meses de prisão em regime fechado pelo assassinato da ex- esposa, Tauani Pereira Castilho, na época com 26 anos. Brasil foi a júri popular em pleno Dia Internacional da Mulher. O condenado usou um espeto de churrasco para matar a vítima.

 

Brasil foi condenado por homicídio com a qualificadora de feminicídio 

O julgamento durou cerca de 8 horas. Depois de serem ouvidas as testemunhas, acusação e defesa, por volta das 17h o juiz Robson Luiz Rosa Lima leu a sentença.

 

O crime aconteceu em fevereiro de 2017. Brasil mesmo com uma medida protetiva contra ele, o açougueiro foi até a casa da ex-mulher na Coronel Virgílio Silva, onde vivia com os dois filhos do casal. Os dois discutiram e Brasil usou um espeto de churrasco ferindo a vítima que foi encontrada no chão do quarto por um dos filhos. O menino pediu ajuda para a vizinha que chamou o Samu e a PM. Tauani apresentava duas perfurações do lado esquerdo na região da costela.

 

Brasil foi preso no dia seguinte em um frigorífico onde trabalhava. O açougueiro negou ter matado a ex-esposa e que a mesma teria caído sobre o espeto. Na época da prisão ele contou ainda que teria tirado o espeto da vítima e teria conversado com ela antes de ir embora. Em seguida jogou o espeto em um terreno próximo a casa dela e que só soube que a vítima havia morrido no momento da prisão.

 

Após a leitura da sentença, Brasil retornou para o presídio de Poços onde cumpria pena desde então.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *