Browse By

Motorista com quase 280 pontos na CNH é detido pela PRF

Um motorista de 61 anos, foi parado na tarde de quarta-feira, 7, durante uma fiscalização no posto da Polícia Rodoviária Federal de Poços de Caldas. Para surpresa dos policiais, o homem que dirigia um Classic vermelho com placas de São Paulo, acumulava 274 pontos na carteira de habitação.

Em 2016 um motorista foi preso com CLV falso e 127 multas de trânsito – arquivo

O motorista que teve a CNH emitida em Minas Gerais responde a 6 processos administrativos de suspensão do direito de dirigir, sendo que em 5 deles já havia sido condenado pela suspensão da carteira de habilitação, porém ainda continuava dirigindo.

Os policiais consultaram o SEPRO – Serviço Federal de Processamento de Dados, e não havia o lançamento de data inicial e final da suspensão imposta ao motorista. Por causa disso, seguindo normas da própria PRF e do CONTRAN, quando não houver o lançamento do período de suspensão do direito de dirigir, não será feito o TCO – Termo Circunstanciado de Ocorrência Policial e nem mesmo o Auto de Infração, portando mesmo com 274 pontos na CNH o infrator foi liberado, assim como o veículo que não tinha nenhuma restrição, porém teve de ser conduzido por um motorista habilitado sem restrições para dirigir.

A notificação, inserção e lançamento do período de suspensão do direito de dirigir cabem ao DETRAN de Minas Gerais.

Em outubro de 2016 a PRF também registrou um caso parecido. Porém o motorista chegou a ser preso, pois estava dirigindo uma Land Rover Discovery com Certificado de Licenciamento Veicular (CLV) falsificado e ainda com 127 multas não pagas além de 14 autuações.

Na época o motorista de São Paulo apresentou um CLV de 2016 , mas os policiais desconfiaram da autenticidade do documento e constaram que o CLV mais recente era de 2012. Com o motorista ainda foram encontrados uma pistola, uma arma de choque elétrico e um soco inglês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *