Browse By

Poços 145 anos – O Povoado cresceu rapidamente

Poços 145 anos – O Povoado cresceu rapidamente

O progresso urbano e o crescimento das atividades turísticas atraíram para Poços de Caldas muitos negociantes. Desenvolveu-se na cidade um comércio variado, abarcando desde produtos de primeira necessidade a artigos finos importados, que logo a transformaria num importante polo econômico da região.

Antigo Mercado Municipal, hoje a Casa Carneiro

Dentre tais empresários á que se destacar Michel Monthandon, com a famosa joalheria Casa Michel, que foi responsável pela reintrodução do uso de joias caras manufaturadas no Brasil.
As mulheres da elite brasileira se orgulhavam de se apresentar nos lugares mais requintados ostentando uma joia feita pela Casa Michel.

Antiga Sapataria Guarani

Outro empresário de destaque foi João Moreira Salles, que chegou a cidade em 1918. Moreira Salles, além de negócios com café era proprietário de uma loja comercial, Cassa Moreira Salles, com sessão bancária, quem com o tempo conseguiu a carta de permissão e se transformou em Casa Bancária e, depois no Banco Moreira Salles que deu origem a um dos maiores complexos financeiros do país: o Unibanco.

Canteiro de Obras

Sem contar com o apoio do governo estadual, os prefeito que sucederam Francisco Escobar não conseguiram manter as melhorias por ele implantadas.

Ao fundo Palace Casino e Palace Hotel duas grandes obras para a época

Algumas, como calçamento das ruas, acabaram por se desfazer, trazendo de volta a poeira em tempo de seca e muita lama nos períodos de chuva.

Escolhido por Antônio Carlos, presidente do Estado de Minas Gerais, para dinamizar a estância balneária, prejudicada pelos serviços termais obsoletos e condições urbanas precárias, foi empossado como prefeito Dr. Carlos Pinheiro Chagas que toma posse em 25 de fevereiro de 1917.

Antes de organizar seu plano de remodelação de Poços de Caldas, Pinheiro Chagas visitaria acompanhado do empresário João Moreira Salles, várias estações hidro terapêuticas na Europa.

As obras de saneamentos e distribuição de água foram retomadas e realizadas sob a supervisão dos engenheiros Saturnino de Brito e seu filho do mesmo nome.

Coube ao arquiteto Eduardo Pederneiras a construção das novas termas, do Palace Casino e a reconstrução do Pálace Hotel que teve seu projeto original reformulado e passou a incorporar o antigo cassino da empresa melhoramentos, que existia no atual jardim lateral, com frente para a Av. Francisco Sales. Posteriormente, com a construção das novas termas o mesmo aconteceria com o prédio antigo que existia do lado oposto, com frente para a fonte do Leãozinho.

Os antigos parques e jardins ingleses foram redesenhados por Pederneiras e executados por Dierberger, o mais experiente paisagista da época.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *