Browse By

Proposta para o novo Complexo Santa Cruz é apresentada por Consórcio

Buscando uma alternativa para a atual situação do Complexo Santa Cruz, a Prefeitura de Poços de Caldas por meio de um consórcio formado por 5 empresas, apresentou na tarde desta quarta-feira, 23 na Câmara Municipal, o que seria uma solução para o prédio que teve a estrutura condenada em agosto de 2013. Representantes do Consórcio apresentaram um projeto para a construção do Centro Administrativo Complexo Santa Cruz em conformidade com o Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI), aberto em novembro do ano passado.

Novo Complexo Santa Cruz vai abrigar 13 secretarias municipais

Novo Complexo Santa Cruz vai abrigar 13 secretarias municipais

Pelo procedimento foi publicado um edital para que as empresas interessadas deveriam desenvolver em 90 dias um projeto para o empreendimento de forma que não tivesse custo algum para os cofres públicos e desta maneira o projeto passa a ser de propriedade do município, podendo ser colocado em prática ou não.

A proposta visa resolver dois problemas para o município: uma é a questão financeira para a construção de um novo prédio e a outra seria a questão administrativa, uma vez que o Centro Administrativo vai abrigar 13 secretarias municipais e o Procon, que hoje estão espalhadas pela cidade em imóveis particulares alugados pelo município. “Com as secretarias reunidas em um só local, o município deixa de gastar com alugueis e principalmente com combustível, uma vez que hoje existe o deslocamento de um setor para o outro para dar andamento em questões administrativas em que uma secretaria depende da outra e com todas reunidas no mesmo espaço isso vai otimizar o trabalho e ainda facilitar a vida da população”, enfatizou o prefeito Eloíso do Carmo Lourenço.

O projeto do Centro Administrativo foi elaborado pelo escritório Gustavo Penna Arquiteto e Associados. Durante a apresentação foi exibido um vídeo para que todos tenham uma ideia de como vai ficar o novo empreendimento. A primeira vista trata-se de um prédio com instalações modernas com dimensões físicas que dão uma nova dinâmica de atendimento ao público. Além das dependências para as 13 secretarias, o novo espaço vai contar com estacionamento, uma praça com mirante para que as pessoas possam desfrutar da paisagem ao longo do centro e também a Serra de São Domingos e ainda um auditório autônomo que vai possibilitar sua utilização de forma integrada e ao mesmo tempo poderá ser usado para a realização de eventos independente das atividades das secretarias ali instaladas, ou seja, será mais uma opção de eventos para o município.

De acordo com o arquiteto Gustavo Penna, o projeto do Centro Administrativo buscou realçar a história, o nome de Poços de Caldas bem como potencializar o trabalho dos artistas da cidade por meio de estruturas feitas em cristais que compõem as dependências do novo Complexo Santa Cruz.

Projeto visa a sustentabilidade

Projeto visa a sustentabilidade

Famoso pela construção de empreendimentos com o Museu de Congonhas, a Expominas e o novo Mineirão, o escritório Gustavo Penna, desenvolveu para o Centro Administrativo um projeto que prioriza a sustentabilidade visando o menor consumo de energia, aproveitando melhor a luz do dia, a ventilação natural. “Procuramos aproveitar o terreno e tudo que ele tem de melhor, o projeto é uma atitude de modernização e valorização de uma região da cidade. Quando você tem que concentrar atividades administrativa da cidade e ocupa um espaço tão importante quanto esse você tem que fazer um projeto igualmente importante”, finalizou o arquiteto.

A apresentação da proposta foi o primeiro passo, agora segundo o prefeito Eloísio deve ser agendada uma audiência pública para que a população possa se inteirar ainda mais sobre o Centro Administrativo e os métodos de parcerias que vem sendo usados na administração pública visando melhorias e alternativas para empreendimento que requer um grande investimento, porém isso é dividido com as empresas privadas que apostam na ideia e que através de consórcios conseguem executar o que foi proposto. Foi assim com o PMI na elaboração do projeto e consequentemente será com a execução da obra por meio de Parcerias Público-Privadas, conhecido como PPP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *