Browse By

A VERDADEIRA HISTÓRIA DO LPC-DANONE (por Moacyr de Carvalho Dias)

A LPC -Laticínios Poços de Caldas foi fundada em 1915/1916 com o nome de Leiteria de Caldas pelos fazendeiros locais Lindolpho Pio da Silva Dias, Jorge Pio da Silva Dias e Coronel Agostinho Affonso Junqueira, que queriam aumentar as suas produções de leite e não tinham como comercializá-la.
Naquela época, a única forma de poder vender leite em quantidades maiores do que a consumida pela pequena população local, era através da produção de queijos que suportavam o transporte a longas distâncias, através das ferrovias e precárias estradas então existentes.
Para orientar a iniciante fábrica, foi contratado o suíço, Monsieur Vollet, técnico em laticínios com grande conhecimento, que conseguiu implantar uma moderna usina e produzir queijos de alta qualidade que eram enviados para os mercados de São Paulo e Rio de Janeiro.
Em 1923 o Governo de Minas, na ânsia de aumentar a sua arrecadação, taxou os queijos aqui produzidos com a mesma alíquota que o Governo Federal cobrava na importação dos queijos estrangeiros. Essa atitude tornou os preços de venda tão elevados que levou ao fechamento da usina.
Daí até 1938 os fazendeiros vendiam a sua produção apenas no comércio local através de leite in natura, queijos e manteiga produzidos nas próprias fazendas. Com a produção crescente de leite, decidiram fundar uma Cooperativa para a sua industrialização, pois, dessa forma, a produção seria isenta de impostos. Em 1942 um pequeno grupo de fazendeiros comprou o acervo da Cooperativa e a transformou na Sociedade Laticínios Caldas Limitada, cujos diretores foram os Srs. Lindolpho Pio da Silva Dias e Dr. Haroldo Affonso Junqueira. Em 1943 foi contratado o técnico em laticínios Sr. José Cattaneo e, em seguida, em janeiro de 1944, fui convidado e assumi a gerência da pequena empresa, então com 6 funcionários.
O leite era naquela época transportado das fazendas para a plataforma da Rua Corrêa Netto em burros cargueiros e carroças. Em 1947 foi adquirido o primeiro caminhão, um sinal do progresso que a empresa atravessava, seguindo uma trajetória de crescimento e evolução tecnológica. Na década de 50, a empresa lançou pioneiramente na região o leite pasteurizado e engarrafado, o requeijão Poços de Caldas e, em seguida o leite embalado em sacos plásticos inédito no Brasil. Com essa embalagem mais moderna e sem retorno, a empresa pode atingir mercados mais distantes como Campinas, São Paulo e Santos.
Em 1969 o então Deputado Federal por Minas Gerais, nomeado Embaixador do Brasil na França, Dr. Bilac Pinto, meu grande amigo, se prontificou a pesquisar naquele país novidades no setor lácteo para o desenvolvimento da empresa. Dois meses após a sua posse em Paris, fez contato com a diretoria da Cia. Gervais Danone e apresentou as partes que iniciaram uma parceria para a produção de iogurtes com sabores, desconhecidos no Brasil que somente consumia a tradicional coalhada.
Para fazer face à associação com a empresa francesa, a sociedade passou por uma mudança estatutária passando a ser denominada Laticínios Poços de Caldas S.A. e, posteriormente, LPC Indústrias Alimentícias S.A. Para coordenar a implantação e desenvolvimento dos novos produtos Danone na empresa, indiquei o meu primo, EngenheiroAgrônomo Roberto M. Carvalho Dias que com eficiência e dinamismo liderou a empresa sa até a transferência do capital para a Danone.
Hoje, com a denominação de Danone S.A., a nossa antiga “Leiteria Poços de Caldas” vem liderando os
mercados de iogurtes e sobremesas lácteas e levando à população brasileira produtos de qualidade como sempre fez, desde o século passado.
Tendo trabalhado por 52 anos nesta empresa, é gratificante ver que a semente plantada por meu pai, meu tio, seu compadre e por tantos outros companheiros fazendeiros de nossa região, germinou e deu grandes e proveitosos frutos para a nossa cidade através do enorme número de empregos, dos impostos recolhidos e da evolução pessoal dos colaboradores da empresa.
Publicado no Jornal de Poços em 31/10/2009.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *