Browse By

Vereador quer informações sobre curso de capacitação para berçaristas

Após o acidente que resultou na morte do bebê Samuel de Oliveira Barbosa de apenas 5 meses no Centro de Educação Infantil da Vila Matilde, o vereador Marcelo Heitor (PSC) teve um requeerimento aprovado pela Câmara na última terça-feira, 7, que solicita informações da Prefeitura sobre a realização de um curso de capacitação para berçaristas da rede municipal de ensino, em abril de 2017.

Servidores do CEI Vila Matilde passaram por uma capacitação uma semana antes das aulas serem retomadas

Alguns dos questionamentos foram com relação aos temas abordados durante esse encontro e, ainda, à previsão de novos cursos na área.

Através de notícias divulgadas pela administração no ano passado, o legislador teve conhecimento que aproximadamente 570 berçaristas e 45 coordenadores da rede municipal participaram de um curso sobre o desenvolvimento de crianças de zero a dois anos.

Questionamento foi feito pelo vereador Marcelo Heitor (PSC)

O objetivo foi proporcionar momentos de estudo e reflexão às profissionais, aprimorando saberes e discutindo questões envolvendo a prática profissional, posturas, materiais, atividades e desafios. “Tendo em vista a realização desse curso e se tratando de um assunto tão importante, o intuito do requerimento é saber quais ações vêm sendo planejadas e como os profissionais vêm sendo preparados para exercerem seu trabalho”, disse.

No requerimento aprovado, Marcelo Heitor indaga quais foram os temas trabalhados no encontro de 2017 e se as berçaristas tiveram algum curso de noções de primeiros socorros. “Sabemos da importância da educação infantil e do trabalho desenvolvido pelos profissionais, portanto o objetivo é contribuir com políticas públicas que melhorem todo esse processo”, destacou.

O bebê Samuel morreu no dia 26 de julho depois de ficar 18 dias em coma no CTI da Santa Casa. Ele foi internado em estado grave, vítima de asfixia. Samuel estava no carrinho da creche sem cinto de segurança quando escorregou e ficou com o pescoço preso na barra de proteção. Ele foi socorrido pelas próprias servidoras.

A vereadora Lígia Podestá (DE) que também é servidora da Rede de Ensino Municipal é a mais nova coordenadora do CEI, depois que a ex-coordenadora, Isabel Cristina Monteiro, foi transferida para supervisão no ensino fundamental.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil e também pela Procuradoria Geral do Município, que instaurou um processo administrativo para apurar os fatos e para a execução das medidas administrativas cabíveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *