Browse By

Vítimas perdem mais de R$ 8 mil em golpes na cidade

Quatro pessoas procuraram a Polícia Militar para registrar boletim de ocorrência após serem vítimas de estelionatários na cidade. Os golpes do bilhete premiado, falso funcionário e falso sequestro  foram registrados entre sexta-feira e segunda-feira.

Bilhete Premiado: Entre os golpes está o mais visado e alertado pela PM que é o golpe do bilhete premiado. Na sexta-feira, 2, um servente de 48 anos caiu na lábia de um homem branco, altura mediana aparentando ter entre 45 a 50 anos. Dizendo ter um bilhete no valor de R$ 350 mil, o estelionatário convenceu o servente de pedreiro ir com ele até uma lotérica para sacar o dinheiro, em troca receberia R$ 5 mil. Como sempre um comparsa apareceu e fingindo que também iria ajudar o dono do bilhete, convenceu a vítima a colocar o dinheiro que tinha no bolso em um saco plástico como forma de garantia até sacar o prêmio e que depois receberia o dinheiro de volta.  Os três foram até uma loteria na Rua Assis, e o estelionatário pediu que a vítima segurasse o saco plástico pois iria comprar água com o comparsa. Vinte minutos depois caiu a ficha e o servente de pedreiro viu que se tratava de um golpe e perdeu R$ 960,00.

Prêmio da operadora: No sábado, 3, foi a vez de uma artesã, de 58 anos, a registrar um boletim de ocorrência  dizendo que perdeu R$ 1.200,00 depois depositar a quantia em uma conta do Bradesco, acreditando ter ganhado R$ 15 mil de uma operadora de telefonia móvel. Ela recebeu uma ligação avisando do prêmio, mas para recebê-lo teria que fazer o depósito.

Falso funcionário de banco: Já nesta segunda-feira, 5, uma aposentada de 76 anos foi vítima de um falso funcionário de banco. Ela foi abordada por um homem após sair do Banco Mercantil com R$ 1 mil que tinha acabado de receber como aposentadoria. O suposto funcionário disse ela teria mais dinheiro para sacar, pois havia recebido um aumento e a convenceu de ir até um banco da  Praça Pedro Sanches para conferir a documentação. De posse do dinheiro e do cartão da vítima, o homem disse que precisava ir até o cartório para pegar uma nova autorização de saque e sumiu.

Falso sequestro: Ainda nesta segunda-feira, um caso mais grave. Um aposentado de 75 anos perdeu R$ 5 mil por acreditar que a filha dele havia sido sequestrada. Ele recebeu uma ligação com uma mulher gritando ao fundo e um homem disse que queria R$ 30 mil para libertar a filha. A vítima desesperada argumentou que tinha apenas R$ 5 mil na conta e fez o depósito. Só mais tarde quando conseguiu falar com a filha percebeu que se tratava de um golpe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *