Browse By

Hospital Santa Lúcia recebe repasse da Prefeitura

O anúncio da liberação dos recursos foi feito na tarde desta terça-feira, 19, durante uma entrevista coletiva no gabinete do prefeito, Sérgio Azevedo.

O recurso liberado será usado em melhorias para o atendimento ao público

A Prefeitura de Poços de Caldas, por meio da Secretaria Municipal de Saúde repassou R$ 809.515,52 ao hospital, dinheiro este devido pelo Governo de Minas, que foi liberado na forma de um adiantamento. “Desde o início do governo, nós falamos que íamos dar prioridade à saúde e vamos terminar o ano assim. Dentro de Poços de Caldas estamos buscando soluções, para continuar seguindo nesse compromisso”, afirmou o prefeito Sérgio Azevedo.

Em junho, o mesmo foi feito com a Santa Casa, quando a Prefeitura repassou 1 milhão e 239 mil ao hospital, também em forma de adiantamento. “Nós fizemos neste começo de ano, uma avaliação sobre a situação financeira da Secretaria de Saúde. Nós recebemos a Secretaria com uma dívida grande a receber e todos os setores da Secretaria de Saúde têm dinheiro para receber do Estado”, disse o secretário de Saúde, Carlos Mosconi.

A dívida do Governo de Minas com a Secretaria Municipal de Saúde de Poços de Caldas é de mais de 16 milhões de reais.

Para o diretor do Hospital Santa Lúcia, Assad Aun Neto, os recursos vieram em boa hora apesar do déficit do Governo de Minas com o hospital é de R$ 5,7 milhão, o Santa Lúcia não está em crise financeira. O dinheiro repassado pela Prefeitura vai ser usado na manutenção do atendimento e também em novas melhorias que em breve serão divulgadas pela diretoria do hospital.

A gestão financeira do hospital tem sido fundamental para manter a demanda dos atendimentos, principalmente nas áreas de cardiologia, neurologia e hemodinâmica, áreas que têm feito do hospital referência na região, interior paulista e em todo Estado.

Poços de Caldas por meio do Hospital Santa Lúcia lidera o ranking entre os municípios mineiros mais qualificados e que têm habilitação em Alta Complexidade em Cardiologia.

O estudo é do mestre em saúde e servidor da Gerência de Regulação e Atenção Hospitalar de Belo Horizonte, Afonso Teixeira dos Reis, e publicado no site da Secretaria de Estado de Saúde no mês de outubro, revela os municípios mineiros que oferecem a melhor cobertura, estrutura completa de serviços de saúde e ainda a mais alta efetividade levando-se em conta os indicadores, parâmetros, índices de acesso e método de seleção na atenção básica, média e alta complexidade hospitalar principalmente nos atendimentos pelo SUS. 

Pela classificação chamada de TOP 08, Poços de Caldas aparece com uma pontuação de 0,95 pontos à frente de Belo Horizonte que obteve 0,94 pontos.

O trabalho realizado no Santa Lúcia também foi reconhecido no final de 2016 quando o hospital recebeu o título ONA3 que o último grau de titulação de qualidade concedido pela Organização Nacional de Acreditação.

Atualmente os Hospital Sírio Libanês e o Israelita Albert Einstein, ambos em São Paulo têm o ONA3.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *