Browse By

Viagem ao passado: músicos lançam CD que resgata a boa e saudosa seresta

Será lançado nesta quitna-feira, 13, o mais novo CD dos músicos Jucilene Buosi e Wolf Borges. O Outra Saudade, álbum que resgata o estilo da seresta vai contar com uma pequena turnê de lançamentos em Poços de Caldas e São João da Boa Vista.

Músicos fazem uma pequena turnê para divulgar o novo trabalho – foto divulgação

Serão três shows em Poços de Caldas: hoje no Centro de Espiritualidade da PUC, às 18h com entrada gratuita. Em novembro o duo faz show no Zoo das Aves, às 16h, o ingresso custa R$ 25,00 . Em dezembro será na Cristais Cá d’oro, dia 15, às 11h, com entrada gratuita. “Escolhemos locais diferentes dos costumeiros para atender à política de descentralização e também para estender o projeto a públicos diferentes”, diz Jucilene. O projeto é incentivado pela Lei Municipal de Poços de Caldas e tem o patrocínio do Grupo Novacar e EcoGa, além do apoio da Tenda do Habib.

Outro show com entrada gratuita será realizado na 41ª Semana Guiomar Novaes, em São João da Boa Vista, também inaugurando um espaço inédito na programação, a Igreja de Santa Cruz, situada no Bairro Alegre, no dia 25 de setembro às 20h30.

Neste novo trabalho Jucilene e Wolf dividem faixas e cantam juntos pela primeira vez em um álbum musical e também pela primeira vez dedicam um CD inteiro à interpretação de antigos clássicos mundiais – El dia que me quieras está ao lado de La vie em rose, mas também próxima de Chuá-chuá e Ave Maria no morro. Um clima seresteiro toma conta do ambiente e não demora para chegar Rosa (de Pixinguinha), Naquela mesa, Tango pra Teresa, e por aí não para. É o quarto da carreira dela, e dele o quinto.

Especialmente para o lançamento o duo é acompanhado por Jéssica Rosado (bandolim) e Gabriel Carbonari (7 cordas) – o casal que conquistou a cidade pelo choro e simpatia. Completa o time Tom Zé Bortoloto que colore o som com percussões e bateria.

Jucilene Buosi é cantora, atriz e produtora radicada em Poços de Caldas. Além dos 4 CDs da carreira, produziu também o primeiro documentário musical de longa-metragem sobre a música sul-mineira – o Falsete. Wolf Borges é compositor, cantor e produtor, também radicado na cidade, tendo 35 anos de dedicação à música e à arte brasileira e mineira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *