Este site está protegido. Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize as ferramentas de compartilhamento da página.

Confusão no cemitério termina com apreensão de celulares no presídio

Após a confusão entre coveiros e agentes penitenciários na manhã desta quinta-feira, 19, no Cemitério da Saudade de Poços de Caldas, por conta da apreensão de um menor que jogou drogas para dentro do presídio, os agentes realizaram uma busca na cela 10, de um dos detentos envolvidos no recebimento de drogas, e encontraram 3 celulares, 5 baterias e 1 carregador.

Celulares foram apreendidos após busca em uma das celas do presídio

A confusão começou depois que os agentes penitenciários flagraram um adolescente, de 17 anos, jogando drogas no pátio da unidade prisional do muro que faz divisa com o cemitério, dentro da área de segurança.

De acordo com a Polícia Militar os agentes tentaram apreender o menor, quando foram impedidos por 4 coveiros. A PM foi chamada e os servidores municipais acabaram detidos por desacato e resistência. Os coveiros e o adolescente foram levados para delegacia. Os servidores foram liberados após assinarem um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

Os servidores municipais contaram aos militares que não tentaram impedir a apreensão do menor, e sim, assustados com o barulho dos disparos efetuados pelos agentes, foram questioná-los sobre tal atitude.

Enquanto os coveiros e o adolescente eram levados para delegacia, os agentes abordaram um detento de 19 anos que engoliu as drogas que o adolescente jogou no pátio do presido. Após passar mal, o preso vomitou 12 buchas de maconha enroladas em plástico e 2 invólucros com folha de seda. O adolescente contou que um detento de 31 anos havia encomendado as drogas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *