COVID-19: Santa Casa ganha 12 novos leitos com a reinauguração da Ala D

Poços de Caldas passa a contar com mais 12 leitos para o atendimento de pacientes com Coronavírus. Os novos leitos foram entregues na última quinta-feira, 23, após a reforma da Ala D da Santa Casa, espaço que estava desativado há mais de 7 anos e passava por obras. Agora o município passa a contar com 61 UTIs para pacientes com COVID-19.

A nova ala dispõe de 4 UTIs e 8 leitos para pacientes com COVID-19

Com a chegada da Pandemia a reforma foi intensificada  devido a necessidade de ampliação de leitos para o combate ao Covid-19. Após a união de várias empresas e construtoras, conduzidas pelo Sinduscon – Poços MG, além de outros parceiros,  possibilitando a sua conclusão em três meses.

A Ala conta com 12 novos  leitos para o tratamento de covid-19, do qual  quatro são de UTI, equipados para os pacientes com síndromes respiratórias graves e oito são voltados para pacientes menos graves, que precisam de atenção clínica. 

Em uma cerimônia que, por segurança, foi realizada para poucas pessoas na entrada do Hospital, a Santa Casa entregou placa de agradecimento a alguns dos parceiros, como o próprio Sinduscon, representando todas as empreiteiras que colaboraram, a Alcoa, que fez a doação do mobiliário, a Puc, que fez a doação dos equipamento, a Bourbon Specialty Coffees e Cooxupé, empresas que fizeram grandes doações para a obra, o empresário Carlos Alberto Martins, fundamental em todo o processo da reforma, o prefeito Sérgio Azevedo e o Secretário de Saúde, Carlos Mosconi.     

Responsável pela obra, a arquiteta da Santa Casa, Natália Siqueira, destaca a qualidade do projeto, que só foi possível ser realizado com essa grande união de forças.  “Essa reforma foi uma grande conquista para a Santa Casa, é uma obra que nós estamos lutando há anos para concretizar e com essa questão da pandemia, nós percebemos o quanto as pessoas se juntam em sociedade para fazer o bem. Trata-se de um projeto todo adequado às legislações vigentes e as normas da Anvisa. Ele possui todos os ambientes de apoio obrigatórios que a legislação exige. Então, além da questão da comoção das pessoas em ajudar, teve essa riqueza de poder fazer o certo, que é ter todos os ambientes perfeitos, com materiais próprios a saúde, para realmente proporcionar segurança, conforto e humanização para o paciente”, diz a arquiteta.  

O superintendente da Santa Casa, Ricardo Sá, lembra que a reforma da Ala D é fruto de um trabalho de várias pessoas da sociedades, indivíduos e empresas, que se esforçaram para que esse empreendimento fosse entregue à população.  

 “Nesses quatro meses que eu estou aqui me deparei com muitas dificuldades, muitos desafios, mas, felizmente, através de muito planejamento,  temos conseguido vencer cada etapa. E essa etapa não dependia só de planejamento, dependia de muita ajuda e, graças a Deus, conseguimos muita ajuda das pessoas e das empresas de Poços de Caldas, conseguindo realizar esse ideal de ter uma Ala toda renovada, toda nova e moderna para atenção ao covid. Uma coisa é a gente planejar e fazer por conta própria na empresa, outra coisa é o que conseguimos fazer, não pelas próprias mãos, mas através do apoio e da compreensão da sociedade. Por isso, em nome da Santa Casa agradeço o empenho de todos que contribuíram com esse projeto”, ressalta o superintendente.         

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site está protegido. Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize as ferramentas de compartilhamento da página.