Este site está protegido. Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize as ferramentas de compartilhamento da página.

Implementação do Banco de Leite Materno em Poços será discutida hoje na Câmara

Atendendo a um requerimento da vereadora Maria Cecília Opípari (PT), a Câmara realiza nesta segunda-feira, 11, uma audiência pública para discutir o tema “A importância do aleitamento materno e a implementação do banco de leite no Município de Poços de Caldas”. O encontro acontece a partir das 17h, no Plenário.

Audiência Publica tem início às 17h no Plenário da Câmara – foto Poçoscom.com

Segundo a autora da proposta, a lei municipal que criou o Banco de Leite Materno em Poços foi aprovada em 2010, no entanto não houve a efetivação da norma. “Essa legislação foi aprovada, possui o decreto de regulamentação, publicado em maio de 2011, mas infelizmente até hoje não tivemos sucesso com a efetivação desse projeto. O vereador Álvaro Cagnani, no início dessa Legislatura, já fez um requerimento buscando informações sobre esse assunto. Na resposta, a administração disse que não tinha o posto de coleta implantado no município, mas que vinha buscando alguns recursos para que a Santa Casa fizesse a implementação, que seria o primeiro passo para consolidação do serviço. Porém, temos informações que isso não ocorreu até a presente data”, comenta Maria Cecília.

Ainda de acordo com a vereadora, o objetivo do debate é sensibilizar as autoridades para que a lei seja, realmente, implementada em Poços e, também, chamar a atenção da comunidade para a importância do aleitamento materno. “Fui procurada pelo grupo Círculo Materno, que realiza um trabalho muito sério em relação à amamentação e que busca cada vez mais trabalhar a importância do leite materno, oportunidade em que trouxe questionamentos sobre a necessidade de avançar nessa área. Sabemos que o leite materno é a alimentação ideal para a criança e que muitas dessas crianças que mamam no peito, no mínimo até seis meses de idade, têm menos doenças. Queremos sensibilizar toda a população para o tema”, afirma.

No requerimento em que solicitou a audiência pública, Maria Cecília destaca que alguns dos objetivos do Banco de Leite Materno, estabelecidos na lei aprovada pela Câmara, são: oferecer aos recém-nascidos, cujas mães estão impossibilitadas de amamentar, a oportunidade de usufruir do benefício do leite materno; fornecer leite materno, sob prescrição médica, atendendo às necessidades dos recém-nascidos, principalmente dos prematuros desnutridos e lactentes com patologias que exijam o aleitamento natural; contribuir para reduzir a mortalidade infantil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *