Este site está protegido. Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize as ferramentas de compartilhamento da página.

ONGs se mobilizam para arrecadar doações em prol de animais vítimas do rompimento

Sensibilizados com a situação dos animais atingidos pela lama do rompimento da barragem da Mina do Feijão em Brumadinho, integrantes de ONGs e Associações Protetoras de Animais estão mobilizando uma campanha para doações de produtos veterinários, alimentação, higiene e de limpeza.

Animais de pequeno e grande porte também foram atingidos pela lama de rejeitos

Paralelamente ao trabalho de resgate a possíveis sobreviventes e remoção dos corpos das vítimas, também está sendo realizado o atendimento aos animais de pequeno e grande porte de casas e sítios atingidos pelo rio de rejeitos. A Defesa Civil emitiu uma nota oficial na tarde desta terça-feira, 29, informando que os animais resgatados estão sendo acompanhados pela Vale e Órgãos nas esferas estadual e federal.

Os animais estão sendo encaminhados para um sítio onde recebem atendimento. Já os animais vivos que ainda não foram resgatados estão recebendo atendimento veterinário, água e comida. No caso daqueles que não tem condições de sobrevivência veterinários estão realizando a eutanásia.

A campanha será realizada até a próxima sexta-feira, 1º, e quem puder, pode fazer doação de material em geral, que vai desde seringas, agulhas, água oxigenada, algodão, ração para animais de pequeno e grande porte. Além de medicamentos como sedativos e analgésicos, medicamento para eutanásia, pomadas e antibióticos.

A listagem completa dos itens pode ser acessada no Facebook da Clinicão , uma das clínicas veterinárias que estão funcionando como ponto de arrecadação.

As doações podem ser entregues em pelo menos três pontos de arrecadação em Poços de Caldas:

Pet Care – Rua Nossa Senhora Aparecida, 218

Clinicão – Rua Gama Cruz, 156

Pet Lovers Clinicão Day Care – Rua Pernambuco, 853 Centro

A campanha se estende também a cidades da região como Alfenas, Guaxupé e Muzambinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *