Tráfico no Vila Nova: 22 presos começam a ser ouvidos pela Justiça

Os 22 suspeitos presos durante a “Operação Audacium” que desarticulou o tráfico de drogas no Vila Nova começam a ser ouvidos pela Justiça nesta quarta-feira, 23, no Fórum de Poços de Caldas. As audiência serão realizadas em dois dias.

Os 22 suspeitos serão ouvidos nesta quarta e quinta-feira no Fórum de Poços de Caldas – foto arquivo Poçoscom.com

Para que as audiências sejam realizadas foi elaborado um esquema de segurança especial, bem como a interdição do trecho da Rua Pernambuco entre a Minas Gerais e a Assis a partir das 08h30 nesta quarta e quinta-feira.

Um dos suspeitos apontados com um dos chefes da quadrilha, Kleber da Silva Pereira, de 36 anos, mais conhecido com Ditão não será ouvido, pois deixou o presídio de Alfenas pela porta da frente no dia 3 de outubro, quando venceu o prazo da prisão provisória. O mandado de prisão preventiva havia sido expedido pela Justiça, mas estava em processo de remessa para o sistema ainda no mesmo dia. Na época o delegado regional de Poços de Caldas, Gustavo, considerou o fato como uma falha de comunicação. Tanto a Polícia Civil quanto a Secretaria de Estado de Administração Prisional instauraram procedimentos internos para apurar o caso.

Com o mandado de prisão preventiva expedido desde outubro de 2018, Ditão é considerado foragido da Justiça.

A operação Audacium iniciada em julho de 2018 foi uma das maiores ações realizadas pela Polícia Civil de Poços de Caldas, que além das prisões dos principais envolvidos no tráfico de drogas no Vila Nova também resultou no bloqueio de bens e pertences dos integrantes da quadrilha avaliados em mais de R$ 8 milhões de reais e ainda na apreensão de 24 veículos, alguns de luxo, avaliados em mais de R$ 1 milhão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site está protegido. Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize as ferramentas de compartilhamento da página.