Turismo em Poços deve ser reaberto no próximo dia 7, diz o prefeito

A expectativa no setor turístico de Poços de Caldas será grande ao longo da semana, quando o Governo de Minas deve definir a classificação dos municípios ao novo Programa Minas Consciente, que vida medidas preventivas em todo Estado em relação ao combate ao Coronavírus.

No dia 22 de junho o CVB Poços, Conselho Municipal de Turismo e Sindicato dos Hotéis entregaram o protocolo sanitário da rede hoteleira ao Comitê Gestor da COVID-19 – foto acervo CBV

Após uma determinação judicial para que todos os municípios aderissem ao programa o Governo de Minas reformulou o Minas Consciente, reduzindo as ondas em apenas 3, Vermelha, Amarela e Verde.

Em vídeo compartilhado em uma rede social e direcionado ao setor turístico neste fim de semana, o prefeito Sergio Azevedo, disse que espera que Poços esteja na Onda Verde, que permite a flexibilização conforme os indicadores da cidade, os quais Poços vêm apresentando ao longo de toda Pandemia. O novo critério do Minas Consciente permite aos municípios que estejam na Onda Verde à abertura também de serviços não essenciais com alto risco de contágio, como por exemplo, academias, teatros, cinemas, clubes.

No caso de Poços de Caldas a expectativa é pela reabertura da rede hoteleira para turistas, bem como todo o setor. “A esperança é muito grande para que estejamos na Onda Verde. Porém ainda falta sair a onda a qual Poços será encaixada, isso será anunciado no próximo dia 6, de acordo com os indicadores da cidade e da micro região e que passa ser a análise que vai ser agora. Isso é uma decisão judicial, nós não podemos mudar nada e vamos ter que seguir, mas estamos muito confiantes que vai dar tudo certo. Já queríamos ter aberto nosso turismo no dia 31, infelizmente não foi possível devido o novo plano Minas Consciente, destacou o prefeito.

Ainda segundo o prefeito o Comitê Gestor da COVID-19 está de acordo e entende a importância da reabertura do turismo.  “Teremos um protocolo nas barreiras de entrada e com os hotéis para receberem as pessoas com toda segurança com segurança de acordo com protocolos já aprovados sem a necessidade de retroceder. Algumas cidades já abriram e fecharam e isso não legal. É importante que a gente abra com segurança. Pedimos um pouco mais de paciência para que possamos fazer com segurança jurídica e para que possa dar tudo certo e Poços abra o turismo e possa receber os turistas de braços abertos e aos poucos ir crescendo naturalmente até o fim do ano. Tenho certeza que Poços vai se recuperar rapidamente, principalmente com o plano de retomada de todas as áreas,” concluiu o prefeito.

As novas ondas do plano serão divididas da seguinte forma:

Onda 1 – Vermelha – Serviços essenciais
Exemplos: supermercados, padarias, farmácias, bancos, depósitos de material de construção, fábricas e indústrias, lojas de artigos de perfumaria e cosméticos, hotéis 

Onda 2 – Amarela – Serviços não essenciais 
Exemplos: lojas de artigos esportivos, eletrônicos, floriculturas, autoescolas, livrarias, papelarias, salões de beleza

Onda 3 – Verde – Serviços não essenciais com alto risco de contágio 
Exemplos: academias, teatros, cinemas, clubes

Atividade especial
Escolas (seguirão regras específicas)

Protocolo

Além da mudança na divisão das ondas, o novo plano trará um protocolo único de higiene e distanciamento, a ser cumprido por todas as empresas. As definições específicas, como regras a serem seguidas em refeitórios ou alojamentos, serão destrinchadas em parágrafos. 

Critérios

Outra alteração foi a revisão dos indicadores que norteiam a tomada de decisão. Agora, passarão a ser considerados: taxa de incidência Covid-19; taxa de ocupação de leitos UTI Adulto; taxa de ocupação de leitos UTI Adulto por covid-19; leitos por 100 mil habitantes; positividade atual RT-PCR; % de aumento da incidência; e % de aumento da positividade dos exames PCR.

Regionalização

A análise dos dados será feita no âmbito microrregional, que vai agrupar um número menor de cidades para contemplar características mais específicas. Semanalmente, serão divulgados os índices da microrregião e da macrorregião, com ondas recomendadas para cada uma delas, conforme os indicadores.

A tomada de decisão sobre qual critério seguir, o recomendado para a macro ou a microrregião, ficará a cargo de cada prefeito.

Municípios pequenos

Outro ponto importante é o recorte para municípios de até 30 mil habitantes. Esses locais terão a oportunidade de irem para a segunda onda amarela, independentemente da onda em que estiver a sua microrregião, desde que a taxa de incidência não esteja superior a 50 casos para cada 100 mil habitantes nos últimos 14 dias.

Adesão

Até o dia 29 de julho, 302 municípios mineiros haviam aderido ao plano Minas Consciente, o que representa 35% do total. Ao todo, 7 milhões de mineiros já estão contemplados. 

Consulta pública

A revisão do Minas Consciente foi realizada após consulta pública, que contou com 630 contribuições, sendo a maior desde o lançamento do site Consulta Pública.(Fonte Agência Minas)

Um comentário em “Turismo em Poços deve ser reaberto no próximo dia 7, diz o prefeito

  • 3 de agosto de 2020 em 18:21
    Permalink

    O Sérgio está ficando louco pois todos estamos vendo como os casos de covid estão aumentando. Não é hora de termos turistas aqui em poços. Se isso acontecer logo os casos irão aumentar e muito. Fora turistas fiquem em casa.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site está protegido. Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize as ferramentas de compartilhamento da página.