Browse By

Fábrica de cabos e fios vai investir R$ 100 milhões em Poços 

Quatro dias depois do anúncio da desistência da construção da fábrica da cervejaria Estrella Galicia em Poços de Caldas, na tarde desta segunda-feira, 10, o prefeito Sérgio Azevedo assinou o protocolo de intenções para a vinda de uma fábrica de fios e cabos elétricos de alumínio e cobre no distrito industrial. É a primeira unidade da Alnor Indústria de Metais do Nordeste Ltda, em Minas Gerais, empresa que é sediada em Caruaru, em Pernambuco.

A previsão é que a fábrica seja construída em 2 anos – foto Poçocom.com/Roni Bispo

A Alnor é uma das grandes empresas do setor no Brasil, com representação em todo território nacional. Os investimentos totais na planta ultrapassam os R$ 100 milhões, sendo R$ 37 milhões para a implantação da empresa e cerca e R$ 64 milhões com máquinas e equipamentos. 

De acordo com o prefeito, Sérgio Azevedo, a perspectiva de faturamento anual é de cerca de R$ 120 milhões, com previsão de arrecadação de aproximadamente R$ 25 milhões/ano em tributos. Os empregos diretos serão 40 inicialmente, com previsão da abertura de 120 novas vagas quando a fábrica estiver operando em plena capacidade. “Vínhamos conversando há cerca de um ano sobre a possibilidade de instalação da indústria e, agora, chegamos a um ponto final com resultado positivo”, disse o prefeito. 

De acordo com o secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho e vice-prefeito, Flávio Faria, a nova fábrica vai ocupar terreno de 120 mil m2, com utilização inicial de área construída de 21 mil m2, no DI. Terão prioridade na contratação fornecedores e prestadores de serviços, inclusive empresas de projeto de engenharia e de construção civil, sediados em Poços, desde que atendam os requisitos de igualdade de condições, nível técnico e preços dos produtos e/ou serviços. 

O protocolo, celebrado entre o município e a Alnor conta com a participação do Departamento Municipal de Água e Esgoto (DMAE), que já executou as obras necessárias para o abastecimento de água potável e esgotamento sanitário, como também a DME Distribuição S.A., responsável pelas obras de extensão da rede de energia elétrica, na tensão necessária, na área onde será localizada a unidade. 

A previsão é de que a unidade local da indústria esteja funcionando em no máximo dois anos. “Com essa parceria que estamos fazendo com Poços de Caldas, queremos fazer o desenvolvimento desse empreendimento o mais rápido possível, uma vez que o projeto já está pronto”, destacou o administrador da Alnor, Flávio Augusto do Canto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *