Browse By

Motorista de UBER é agredido por taxistas

Um motorista do aplicativo UBER em Poços de Caldas foi atacado por dois taxistas na noite desta quarta-feira, 10, na Praça Pedro Sanches.

De acordo com o motorista Anderson Luciano da Silva, de 29 anos, por volta das 22h30, ele foi abordado por dois homens em um Prisma verde com característica de taxi. Os ocupantes do veículo teriam perguntado se ele era motorista de UBER. Ao responder que sim, um dos homens disse que iria ensinar a vítima “a roubar serviço dos outros e passou a agredi-lo com socos”.

Ainda segundo a vítima, o outro homem aproveitou que o colega agredia Anderson e pegou as chaves do carro da vítima que estava na ignição. Após as agressões os dois fugiram do local.

Passado alguns minutos da agressão um dos agressores voltou ao local e jogou as chaves do carro na rua.

A PM foi chamada, mas os autores não foram localizados. Um deles foi identificado pela vítima, com sendo um motorista de taxi.

O presidente do sindicato dos taxistas de Poços de Caldas, Ivair José Gonçalves, tomou o conhecimento do fato na manhã desta quinta-feira, 11, e pediu que o caso fosse apurado. Segundo o presidente do sindicato, assim que tiver acesso ao boletim de ocorrência, será feita a identificação dos supostos taxistas envolvido na agressão. “Assim que forem identificados e se realmente tratar de taxistas, os mesmos serão advertidos administrativamente e poderão até mesmo ser suspensos. O sindicato dos taxistas não apoia este tipo de conduta dos associados,” destacou o presidente do sindicato.

Apesar de não concordar com ataques aos motoristas do aplicativo, o presidente do sindicato lamentou o fato do serviço estar operando na cidade sem devida regulamentação e pede para que haja uma fiscalização na prestação do serviço que segundo ele é clandestino. Gonçalves estima que pelo menos 15 motoristas e alguns vêm de outros municípios para trabalhar na cidade. O serviço entrou em operação em novembro do ano passado.

“Atualmente Poços de Caldas conta com 180 taxistas, todos estão regulamentados, o mesmo não acontece com o serviço oferecido pelo aplicativo,” finalizou Gonçalves.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *