Cafés produzidos em Poços estão entre os melhores do estado

Os cafeicultores, André Sanches, categoria (Natural) e Maria Cagnani Leite, (Cereja Descascado), estão entre os melhores produtores de café da região e de Minas Gerais. Os cafés produzidos por eles foram os grandes vencedores do 12º Concurso de Qualidade de Café de Poços de Caldas. A prova sensorial dos melhores cafés regionais, o leilão e a premiação aconteceram no último sábado, 19, no Espaço Cultural da Urca.

Os cafés foram selecionados durante o 12º Concurso de Qualidade de Café

Este ano, foram analisadas por região, 29 amostra de produtores, porém, as provas aconteceram em um único dia. O concurso, que é promovido pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (SMDET, foi organizado pela coordenadoria de Fomento Agropecuário da SMDET, em parceria com a Emater, Café Poços e IF Sul de Minas (Campus Machado) e com apoio da Associação Cafés Vulcânicos, Sindicato Rural de Poços de Caldas e Sebrae.

Pela manhã, os provadores selecionaram os melhores cafés por região da cidade e, à tarde, aconteceu a última etapa e a escolha dos produtos de qualidade superior. Na categoria Natural, também foram selecionadas as amostras dos produtores: Edilaine Zanetti Morais (2º) e Ana Maria Cagnani Leite (3º). Na categoria Cereja Descascado, foram classificados, ainda, Francisco Otávio Lotuffo (2º) e Caio Eduardo Junqueira (3º).

O vice-prefeito, Flávio Faria, que também é titular da SMDET, ressaltou a importância da união das entidades sindicais, educacionais e de fomento ao agronegócio, que mais uma vez não mediram esforços e contribuíram para a realização do concurso. Ele também agradeceu aos produtores, que acreditaram e participaram de mais esta edição, e lembrou que a realização do evento só foi possível, porque foi feito um trabalho à varias mãos, que contou com apoio material e, inclusive, financeiro de diversas empresas da cidade.

Vanessa Barzagli, coordenadora de Fomento Agropecuário da Secretaria, informa que a realização do concurso tem por objetivo destacar e incentivar a produção de cafés finos no município e, também, busca fomentar, fortalecer e melhorar a qualidade do produto da região. De acordo com ela, este ano o evento contou com mais de 20 patrocinadores, empresas de vários setores da cidade.

Em 2018 no leilão, as sacas dos cafés melhores classificados no concurso, obtiveram lances na faixa de R$ 700 a R$ 900 (Café Natural em bica corrida) e entre R$ 750 a R$ 1.200, no tipo Cereja Descascado.

Classificados geral

Café Natural

1° lugar- André Sanches
2° lugar- Edilaine Zanetti Morais
3° lugar- Ana Maria Cagnani Leite

Café Cereja Descascado

1° lugar- Ana Maria Cagnani Leite
2° lugar- Francisco Otávio Lotuffo
3° lugar- Caio Eduardo Junqueira

Classificação por região

1º lugar – Café Natural

Córrego Dantas – Marco Eduardo Arrjuda
Aparecida – Marco Antonio Lobo Sanches
Souza Lima – Edilaine Zanetti Morais
Boa Vista – André Sanches

1º lugar – Cereja Descascado

Aparecida – Francisco Otávio Lotuffo
Souza Lima – Ana Maria Cagnani Leite

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site está protegido. Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize as ferramentas de compartilhamento da página.