Campanha de Vacinação contra o Sarampo começa na segunda-feira

Na manhã desta sexta, 7, profissionais de Saúde da Atenção Primária, estiveram reunidos com a referência técnica de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde, Gisele Scatola. O encontro realizado na Casa dos Conselhos, no segundo piso do Mercado Municipal, atualizou informações sobre a imunização, especialmente sobre o sarampo, já que tem início na próxima segunda, 10, a Campanha Nacional de Vacinação contra a doença.

Vacinação será voltada para público com idade entre 5 e 19 anos


Nesta fase que vai até o dia 13 de março, o objetivo é resgatar pessoas de 5 a 19 anos de idade não vacinadas ou com esquema de vacinação incompleto para o sarampo. A vacinação será realizada, de acordo com as indicações do Calendário Nacional, a partir da avaliação do cartão ou caderneta de vacinação deste público.


Em caso de dúvidas, é fundamental procurar a sala de vacina mais próxima com a carteirinha. Para esta ação, estarão disponíveis doses da tríplice viral, que imuniza contra sarampo, caxumba e rubéola. Duas doses de tríplice viral ou de tetra viral representam o esquema completo de vacinação contra o sarampo. Quem já teve sarampo não precisa tomar a vacina porque a imunidade decorrente da invasão persiste para o resto da vida. O Dia D de mobilização será o sábado, 15 de fevereiro.

O Sarampo

Doença viral, infecciosa aguda, potencialmente grave, transmissível, extremamente contagiosa. Inicia com febre, exantema (manchas avermelhadas que se distribuem de forma homogênea pelo corpo, com direção cabeça-membros), sintomas respiratórios e oculares. No ano de 2019, foram confirmados 136 casos de sarampo em Minas Gerais, sendo dois em Poços de Caldas.

Em Minas, a estimativa é de que 529.417 pessoas entre 5 e 19 anos tenham tomado a primeira dose, mas não a segunda. Outras 1.657.022 não foram vacinados nenhuma vez, conforme a coordenadora estadual do Programa de Imunizações da SES-MG. Para que o cidadão seja considerado imunizado contra o sarampo são necessárias duas doses da vacina para indivíduos entre 12 meses a 29 anos de idade e uma dose para pessoas de 30 a 49 anos.

A Transmissão

É viral e ocorre diretamente de pessoa a pessoa por tosse, espirros, fala ou respiração. A doença é transmitida na fase em que a pessoa apresenta febre alta, mal-estar, coriza, irritação ocular, tosse e falta de apetite e dura até quatro dias após o aparecimento das manchas vermelhas no rosto, que progridem em direção aos pés, com duração mínima de três dias. Por isso, é fundamental, tendo os primeiros sintomas, procurar a unidade básica de saúde ou um serviço de pronto atendimento, o mais rápido possível. Também são comuns lesões muito dolorosas na boca. A doença pode ser grave, com acometimento do sistema nervoso central e pode complicar com infecções secundárias como pneumonia, podendo levar à morte.


Pontos de Atendimento

Há salas de vacinação nos bairros: São Jorge, Ponto da Cascata, Esperança II, Regional Sul, Kennedy I e II, Quisissana, Santa Rosália, Dom Bosco I, Nova Aurora, Jardim São Paulo, Regional Leste, Santa Augusta, Parque Pinheiros, Caio Junqueira e São José, com horário de atendimento das 8h às 16h30. Na Policlínica Central, o atendimento é das 8h às 18h.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site está protegido. Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize as ferramentas de compartilhamento da página.