Empréstimo de R$ 10 milhões é aprovado pela Câmara

 

Depois de muita polêmica e discussão em torno do projeto de lei nº 075/2018, que autoriza a Prefeitura a efetuar empréstimo da ordem de R$ 10 milhões junto ao Banco do Brasil, o processado foi aprovado durante a sessão da Câmara desta terça-feira. Dez vereadores votaram favoráveis e quatro contra.

Projeto que autoriza o empréstimo de R$ 10 milhões foi aprovado por 10 votos a 4

De acordo com a proposta, a operação de crédito a ser contratada pelo município será para investimentos em infraestrutura viária e mobilidade urbana, com aquisição de máquinas e equipamentos, aquisição de ambulâncias e implantação de projeto para modernização da gestão, incluindo georreferenciamento, recadastramento imobiliário, levantamento aerofotogramétrico, atualização da planta de valores genéricos e aquisição de softwares e equipamentos de informática para estudos para a revisão da planta genérica de valores do IPTU.

No final de maio, após muita polêmica, principalmente nas redes sociais, o Executivo retirou o projeto de votação, depois que sete vereadores se manifestaram contrários à aprovação do referido projeto. Uma semana depois o projeto foi reenviado para análise das comissões e colocado em votação novamente.

Dos sete vereadores contrários na ocasião, apenas Joaquim Sebastião Alves e Paulo Eustáquio do MDB e os de oposição Maria Cecília Opípari e Paulo Tadeu, do PT, mantiveram o posicionamento. Paulo Tadeu ainda alertou os demais vereadores sobre os riscos de assumir uma dívida a longo prazo diante da atual situação financeira da prefeitura, uma vez que já teria ultrapassado o limite de endividamento previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal.

O líder do Executivo na Câmara, o vereador Álvaro Cagnani (PSDB) já havia adiantado que o objetivo do projeto não é aumentar o valor do IPTU, mas sim fazer a correção da defasagem.

Assim como Cagnani, os demais vereadores que votaram a favor do projeto foram: Carlos Roberto (PSC), Gustavo Bonafé, Lucas Arruda (REDE), Marcelo Heitor(PSC), Lígia Podestá (DEM), Mauro Ivan (PSB), Pedrinho da Zona Sul (PSDB), Ricardo Sabino (PSDB) e Wilson Rodrigues (DEM).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site está protegido. Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize as ferramentas de compartilhamento da página.