Este site está protegido. Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize as ferramentas de compartilhamento da página.

Espaço destinado à alfabetização de jovens é arrombado

O Espaço Cooperativo de Aprendizagem Horizonte (ECAH) localizado na Rua Dr. Mário Mourão, 179, no bairro São Benedito e Poços de Caldas foi arrombado neste fim de semana. Pessoas não identificadas invadiram o local e além de quebrar portas elas furtaram os alimentos que fazem parte da merenda escolar dos alunos.

Por causa da invasão e do furto de alimentos, as atividades do perídio da manhã foram suspensas

O ECAH é um projeto da Divisão Pedagógica da Secretaria Municipal de Educação de Poços de Caldas, que atende adolescentes com defasagem escolar ou em cumprimento de medidas socioeducativas.

Por causa da invasão e danos causados as atividades no período da manhã foram suspensas, devendo retornar ao normal á tarde. Atualmente o ECAH atende a 60 jovens.

A Secretaria Municipal de Educação emitiu uma nota lamentando o ocorrido e informou ainda que todos os esforços estão sendo realizados para a normalização do atendimento

Em nota a Secretaria de Educação reafirma o compromisso com uma educação pública de qualidade. Todas as providências cabíveis quanto ao registro da ocorrência já foram tomadas.

O ECAH é um projeto da Divisão Pedagógica da Secretaria Municipal de Educação de Poços de Caldas, que atende adolescentes com defasagem escolar ou em cumprimento de medidas socioeducativas. Criado em 2015, o ECAH foi remodelado na atual gestão e hoje atende 60 alunos de diferentes bairros da cidade, todos adolescentes com defasagem escolar, que estiveram fora da escola, incluindo também aqueles encaminhados por órgãos como Conselho Tutelar e Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS). São alunos multirrepetentes, cujo ano escolar não condiz com a idade.

Em 2019, o Espaço Cooperativo de Aprendizagem Horizonte foi destaque em uma das maiores e mais tradicionais publicações para educadores do país. A iniciativa foi referenciada na reportagem “Como instaurar um bom clima escolar em regiões vulneráveis”, de Anna Rachel Ferreira, no site Gestão Escolar, da Associação Nova Escola, startup de educação mantida pela Fundação Lemann e marca mais reconhecida por professores de Educação Básica no Brasil.

No local, os estudantes são agrupados por habilidades e não divididos em ano escolar. Os profissionais do projeto acreditam em uma educação pautada na afetividade e na troca existente entre os próprios saberes e os saberes dos estudantes. Cada um é visto de forma única, com suas habilidades e competências. As atividades são planejadas semanalmente, sempre levando em consideração os assuntos escolhidos pelos alunos, a partir de temas de interesse. A metodologia inovadora vem dando resultados positivos e significativos na vida dos estudantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *