Estação de transbordo de lixo não será mais no Ponto da Cascata

Na noite desta quinta-feira, 9, o prefeito Sérgio Azevedo, informou aos moradores durante uma reunião no ginásio poliesportivo do Ponto da Cascata, de que a estação de transbordo de lixo não será mais implantada na referida área e que outro lugar está sendo analisado.

A reunião foi marcada depois da notícia de que a estação de transbordo do lixo seria implantada em uma área às margens da Rodovia do Contorno, próxima à Vila Brasil de Nossa Senhora Aparecida, popularmente conhecida como Ponto da Cascata. O que causou muita revolta e indignação entre os morares daquela comunidade.

Mudança de local foi divulgada pelo prefeito durante uma reunião com os moradores – foto Poçoscom.com

O edital de licitação publicado na modalidade pregão, que prioriza o menor preço, visa à prestação de serviço para a destinação final de resíduos sólidos tanto no perímetro urbano quanto na zona rural de Poços de Caldas.

Pelo edital o transporte dos resíduos seria da estação até um aterro sanitário classe II-A. a empresa que vencer deverá ter licença de operação do referido aterro, com capacidade adicional ociosa para receber o volume de 4.000 toneladas por mês, podendo chegar até 180 toneladas por dia, quantidade esta que corresponde ao volume de resíduo sólido coletado no município.

Além da área escolhida o que também preocupa os moradores do Ponto da Cascata é o horário de funcionamento da estação. O transporte do lixo seria feito praticamente o dia todo, das 07h às 17h, de segunda a sábado e também nos feriados.

Diante da reprovação da área escolhida, o prefeito Sérgio Azevedo, acompanhado pela secretária de Educação, Maria Helena Braga, o secretário adjunto de Obras, José Benedito Damião e o diretor do DMAE, Paulo Cesar Silva, explicou como será o processo do transbordo do lixo e o transporte até um aterro sanitário. Um procedimento, segundo o prefeito, será de forma limpa sem danos ao meio ambiente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site está protegido. Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize as ferramentas de compartilhamento da página.