Este site está protegido. Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize as ferramentas de compartilhamento da página.

Fim da interdição: Casarão do Conde Prates é liberado pela Defesa Civil para limpeza

A decisão foi tomada após a apresentação do laudo do engenheiro Ernesto Guidugli, especialista em construção civil da Secretaria Municipal de Obras, nesta quarta-feira, 11.  A partir da próxima segunda-feira, 16, a empresa proprietária do imóvel está autorizada a iniciar a limpeza do casarão.

Casarão foi liberado após após apresentação de laudo sobre as condições do prédio histórico – foto Poçoscom.com/Roni Bispo

O engenheiro atesta que as paredes externas encontram-se rígidas, principalmente as do primeiro piso, e que a varanda frontal está preservada e deve ser recuperada.  Porém segundo o engenheiro, o incêndio ocorrido no último dia 26 de agosto a parte da estrutura foi comprometida. Segundo o laudo,  as paredes internas, em sua grande parte, e a cobertura, estão condenadas.

O Sobrado do Conde Patres que foi construído em 1886 e  tombado em 2015, sofreu um incêndio na madrugada do último dia 26 de agosto.

Participaram da reunião na Secretaria Municipal de Planejamento, o Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico de Poços de Caldas (Condephact), representantes da empresa proprietária do imóvel, da prefeitura e o Ministério Público.

A desinterdição será feita em um primeiro momento por 10 dias. “ Iremos desinterditar e acompanhar os trabalhos nestes 10 dias, conforme fizermos vistorias e não houver riscos, estendemos a desinterdição”, ressaltou o secretário de Defesa Social Rafael Conde, pasta que responde pela Defesa Civil.  

A limpeza começará a ser feita por cima já que há risco de estruturas caírem. O engenheiro Civil da empresa dona do imóvel, Guilherme Posso, disse que irão usar um caminhão munk e a demolição das estruturas condenadas será manual. “ Primeiro vamos fazer a limpeza dos elementos que estão dependurados e ao remover os materiais iremos encaminhar ao  Condephact para restauração e catalogação. E ainda nesta etapa iremos fazer o travamento das paredes externas pelo sistema de grouteamento, uma técnica que vai preencher espaços de vigas de madeira que foram queimadas e irá dar sustentabilidade com segurança. “.

A representante do Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, a engenheira civil, Fernanda Marinon, disse que irão acompanhar de perto todas as intervenções.  “ Em uma vistoria que fizemos, já averiguamos que têm maçaneta, tijolos, vidro e ferragens que recontam a história do casarão e serão devidamente catalogados.”

O promotor Sidnei Boccia, que atua na preservação do patrimônio, também acompanhou a reunião. “ Eu verifico se estão sendo tomadas as providências e fico satisfeito de termos encontrado um consenso neste primeiro encontro para o processo de recuperação e restauração deste patrimônio histórico de Poços.”  O secretário de planejamento, Tiago Cavelagna,  também ficou satisfeito com o início dos trabalhos “ O importante é que não ficamos inertes, todo mundo quer ver o Casarão recuperado o quanto antes.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *