Mudança na Champagnat e Nico Duarte começa neste sábado

Prevista para ter início no dia 2 de novembro, a mudança nos sentidos da Avenida Champagnat e na Rua Nico Duarte começa a valer a partir deste sábado, 25. O atraso para a implantação da mudança foi devido às adequações como a conclusão da sinalização e também a transferência da feira livre da Vila Cruz que há anos funcionava na Nico Duarte para um novo espaço no entorno da Praça Paulo Affonso Junqueira próximo a Apae.

Champagnat terá mão única no sentido centro-bairro

Com a mudança, a Champagnat passa a ter mão única de veículos no sentido centro/bairro, no trecho entre as avenidas Comandante Ari Lopes Buono e Gentil Messías-Kitate. Já a rua Nico Duarte terá circulação obrigatória de trânsito na forma inversa (bairro-centro), também com mão única.

Para que a mudança entrasse em vigor o Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) realizou todo trabalho de readequação da sinalização, com a pintura de faixas de pedestres e de proibido estacionar. Também foram apagadas as antigas marcações nas pistas e substituídas 80 placas, para a orientarão dos motoristas quanto ao novo sentido das vias.

O prefeito Sério Azevedo e o secretário de Defesa Social, Marcos Sansão foram conferir as adequações para a mudança das vias

Ao longo da semana, moradores, comerciantes e usuários das vias receberam o comunicado da mudança por meio de um panfleto enviado pelo Demutran. Segundo o secretário de Defesa Social, marcos Tadeu Salla Sansão, um novo ponto de ônibus será colocado no trecho da av. Champagnat, na parte da via que continuará liberada para o trânsito em mão dupla.

Também foram implantadas passagens elevadas de pedestres na avenida Champagnat, em frente ao Colégio Municipal Dr. José Vargas de Souza, e concluída a troca de posição dos semáforos e das placas de sinalização de trânsito.

Para que fosse feita a alteração da mão na Nico Duarte foi necessário mudar a tradicional feira-livre da Vila Cruz de lugar. As barracas foram transferidas da Nico Duarte, para um lugar na mesma área e, agora, ocupam a rua em frente a Apae e um outro trecho junto ao terminal de linhas urbanas daquela região.

Esta semana a feira já funcionou no novo espaço, que foi uma alternativa para adequar as condições e não prejudicar os feirantes que estavam preocupados com a mudança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *