PM prende assaltantes do Banco do Brasil e recupera parte do dinheiro

A Polícia Militar prendeu nesta quarta-feira, 3, quatro homens e apreendeu um menor envolvidos no assalto ao Banco do Brasil de Caldas. O crime aconteceu pela manhã horas depois os assaltantes foram presos em Alfenas e parte do dinheiro levado foi recuperada.

Além da prisão a PM recuperou parte do dinheiro roubado, R$ 688.274,00 – foto PM

Após o assalto a Polícia Militar iniciou um intenso rastreamento pela região por onde o grupo havia fugido. Uma vez que os reféns foram soltos em Congonhal, cidade vizinha de Pouso Alegre e em seguida continuaram a fuga.

Através de informações de que os assaltantes seriam de Alfenas e estavam em um Citroen C4 Pallas, placas EAP-5279, foi montado cerco bloqueio na MG 179, rodovia que liga Pouso Alegre a Alfenas.

Já em Alfenas, por volta das 18h30, a Patrulha de Operações da PM deparou com o veículo. Os assaltantes tentaram evadir, porém foram abordados na Av. José Paulino da Costa.

Um dos criminoso conseguiu fugir, mas foi reconhecido pelos militares e preso posteriormente. No carro foram localizados dois revólveres, calibres 32 e 38, além da quantia de R$ 688.274,00, Os autores foram presos e conduzidos para a 9°DRPC.

Com a ação em Alfenas, a PM foi informada de que um homem de Caldas também havia participado do assalto e diante das informações também foi preso.

O assalto

O assalto conhecido como crime do “Sapatinho” teve início às 18h30 de terça-feira, quando os assaltantes invadiram a casa do gerente de 54 anos e renderam ele a esposa e os duas filhas. A família foi mantida refém a noite toda, até que pela manhã o gerente foi forçado a ir à agência para fazer a retirada de dinheiro, enquanto a família permaneceu com o restante do grupo.

Ao chegar ao banco outro gerente também foi feito refém. Ameaçada a vítima retirou cerca de R$ 1.100.000,00 colocando dentro de sacolas e posteriormente no veículo que utilizara na fuga.

A PM foi chamada após o serviço de monitoramento de câmeras ter disparado o botão do pânico.

Os assaltantes fugiram deixando os dois gerentes na agência e a família foi solta em Congonhal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site está protegido. Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize as ferramentas de compartilhamento da página.