Crime do “Sapatinho”: mais um gerente de banco é alvo de assaltantes

Um gerente do Banco do Brasil de Caldas foi vítima do crime do “Sapatinho”, uma modalidade que está sendo praticada região, principalmente em cidades de pequeno porte.

O assalto em Caldas foi o terceiro registado esta ano na região – foto Google Mapps

De acordo com a Polícia Militar o gerente foi seqüestrado com a família na madrugada desta quarta-feira, 3, pela quadrilha e levados para a agência bancária e em seguida os assaltantes pegaram uma quantia em dinheiro e fugiram na direção de Pouso Alegre.

Os criminosos estavam em dois carros e soltaram o gerente e a família em Congonhal, cidade próxima a Pouso Alegre.

Após o assalto a PM iniciou um intenso rastreamento na tentativa de prender os envolvidos, mas até o momento ninguém foi preso.

Este foi o terceiro crime na mesma modalidade registrado na região este ano. O primeiro foi no dia 8 de abril em Andradas, quando um funcionário do Banco do Brasil e a família dele foram rendidos por assaltantes no dia anterior. Na manhã seguinte o funcionário foi obrigado a ir até o banco para retirada de dinheiro, porém o gerente desconfiou e chamou a PM. O assalto foi frustrado o grupo fugiu sem levar nada. E a esposa e o filho do funcionários foram soltos Próximo de Congonhas.

O segundo assalto foi no dia 20 de maio em Gauxupé e infelizmente terminou com a morte do gerente do Banco do Brasil e um dos criminosos. O gerente e a família dele também foram rendidos na noite anterior ao crime.

Após parte do grupo ir com o gerente até a agência bancária no centro da cidade, a PM foi chamada e o assaltante acabou atirando na cabeça do gerente e em seguida o criminoso também foi atingido pelos policiais que revidaram o disparo. A família foi solta em Guaranésia, cidade vizinha.

Na última segunda-feira, 1, dez dias depois do crime, dois integrantes do grupo foram presos durante uma operação da Polícia Civil. Um quarto integrante da quadrilha continua foragido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site está protegido. Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize as ferramentas de compartilhamento da página.