Polícia Civil divulga resultado de perícia que apurou queda da cabine do teleférico

A Polícia Civil de Poços de Caldas divulgou no início da noite desta quinta-feira, 24, o resultado da perícia realizada após o acidente com uma das cabines do teleférico no dia 5 de setembro. O laudo, concluído esta semana aponta que, durante operação de manutenção do teleférico, o aparelho estaria operando de forma inversa, ou seja, no sentido horário, quando a operação normal, comumente utilizada para o passeio de turistas, é no sentido anti-horário.

As investigações continuam agora com o depoimento de testemunhas – foto Policia Civil

Segundo a Polícia Civil, essa operação inversa teria ocorrido, segundo relatos da equipe de manutenção, pela impossibilidade de operar em sentido normal por causa da manutenção, que ainda estava em andamento naquele dia. A operação nesse modo, não ativa os sistemas de segurança que alertam para o não travamento correto da cabine no cabo de aço. Por esse motivo, não foi possível detectar que a cabine onde o técnico estava fora acoplada de forma incorreta, o que causou seu desprendimento do cabo na altura da torre número 4.

A análise foi feita pelo Posto de Perícia Integrada da PCMG em Poços de Caldas, com apoio da Seção Técnica de Engenharia Legal do Instituto de Criminalística. Segundo o Chefe do 18º Departamento de Policia Civil em Poços de Caldas, Delegado Edson Rogério de Morais, “a conclusão do laudo pericial é uma parte importantíssima da investigação do acidente, e traz informações que irão direcionar os próximos passos do inquérito policial. A participação de especialistas e a colaboração da Prefeitura foi fundamental para esclarecer o ocorrido”.

O inquérito que apura o acidente ainda não foi concluído. Agora a Polícia Civil segue com a coleta de depoimentos de testemunhas, servidores municipais que trabalham no teleférico, principalmente, o servidor municipal, Miguel Albano de Almeida, de 59 anos, responsável pela manutenção. O servidor municipal há 17 anos, ele tem mais de 20 anos de experiência na manutenção do equipamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site está protegido. Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize as ferramentas de compartilhamento da página.