Polícia Civil terá mais investigadores em 2016

O 18º Departamento de Polícia Civil (DPC), sediado em Poços de Caldas terá novos investigadores ainda este ano. O anúncio foi feito pela Chefe da Instituição,  Andrea Cláudia Vacchiano, durante a primeira reunião gerencial de departamentos de Polícia Civil de Minas Gerais. O encontro realizado na Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil contou também com a presença de cinco integrantes do Conselho Superior da Polícia Civil, além de grande parte do efetivo entre delegados e policiais civis.

O anúncio foi feito pela Delegada-geral, Andreia Vacchiano (centro)
O anúncio foi feito pela Delegada-geral, Andreia Vacchiano (centro)

A finalidade da reunião foi apresentar a gestão da nova Polícia Civil, bem como as diretrizes e metodologia. A delegada geral, destacou a linha de trabalho para 2016 que visa também estudar o fenômeno criminológico na área do 18º DPC.

A intenção é analisar crimes relacionados a facções criminosas, tráfico de drogas e crimes contra o patrimônio e assim elaborar meios de combate e uma atuação mais eficaz e assim conseguir reduzir os índices de criminalidade nos 55 municípios abrangidos pelo 18º DPC.  “A análise passa a ser regionalizada entre os departamentos, porque cada região tem demandas e aspectos criminais diferenciados e a partir dai passamos a desenvolver em conjunto com o departamento ações estratégias para reduzir o índice criminal da área”, enfatizou a delegada-geral.  A chefe da Polícia Civil ainda destacou de forma positiva o trabalho que vem sendo desenvolvido na região sob o comando do Delegado Bráulio Stivanin Júnior.

Apesar dos esforços dos policiais civis, a região ainda carece de mais profissionais atuando na Polícia Civil, bem como no restante do Estado que hoje conta com 11.300 servidores, destes pelo menos 1.370 devem se aposentar em 2016. Para suprir esta defasagem a delegada geral anunciou que ainda este ano serão formados mais 1.080 investigadores que iniciam a formação já a partir de fevereiro na Academia de Polícia Civil. Concluído o curso eles serão distribuídos para os departamentos e assim amenizar a deficiência nas delegacias. Paralelo a isso a delegada ainda reforçou que está tentando junto ao Governo a nomeação de mais médicos legistas e peritos.

Segundo o Chefe do 18º Departamento de Polícia Civil, Bráulio Stivanin Júnior, a equipe do 18º DPC se sente orgulhosa por ter sido escolhida pela cúpula da Polícia Civil para iniciar a série de reuniões regionais. “A presença do comando da Instituição aqui demonstra que estamos no caminho certo e nos estimula a continuar trabalhando com mais empenho ainda na solução de crimes na região,” destaca o delegado-chefe.

A notícia da vinda de novos investigadores a partir do segundo semestre foi recebida com alegria. Para o Chefe do 18º DPC este reforço vai incrementar e aprimorar ainda mais os trabalhos realizados pelos policiais civis do Departamento que mesmo com cerca de 350 servidores tem se esforçado no cumprimento de suas funções e que até o momento tem sido bem sucedidas”, finalizou o delegado.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *