Presídio de Poços realiza união homoafetiva entre detentos

Dois reeducandos do presídio de Poços de Caldas se casaram esta semana . A cerimônia foi realizada no cartório da cidade, na ocasião foi registrada a escritura pública de união estável de Marcos Francisco Pedrilho, de 24 anos de idade, e de Vanessa Baroni, de 37 anos, que nasceram com sexo masculino.

Cerimônia foi realizada em um cartório da cidade
Cerimônia foi realizada em um cartório da cidade

A união homoafetiva é um marco na história do presídio da cidade que deu um exemplo de respeito aos direitos das pessoas privadas de liberdade. A direção da unidade providenciou os trâmites burocráticos para o registro e presenteou o par com um bolo de casamento.

A diretora adjunta do presídio, Monique Xavier, diz que a iniciativa foi gratificante, uma vez que, desde o início dos preparativos, houve uma visível melhora do ambiente entre os reeducandos.  “Eu entendo isso como uma oportunidade de transformação, o que já é perceptível no comportamento deles. As perspectivas aqui são poucas e desfavoráveis, ações como essa fazem acreditar em outras possibilidades. Eu apoio esse casal e todos os outros, acredito em todas as formas amor”, afirma a diretora.

Outros detentos do presídio também contribuíram para a cerimônia de união de Marcos e Vanessa, a exemplo da Pastoral Carcerária da Igreja Católica, que doou o lanche para o casal e convidados.

Envolvimento

Marcos e Vanessa se conheceram no próprio presídio, em maio deste ano. Em poucos dias, o casal havia se decidido pela união estável. Marcos não economiza palavras carinhosas quando fala da parceira. “Gosto do sorriso dela, do seu carisma, do senso de justiça. O nosso amor aumenta cada dia mais”, afirma. Ele conta que vivia triste e abatido, sem esperança, antes de conhecer a companheira.

Vanessa faz questão de reconhecer o empenho dos servidores do presídio para a concretização do sonho do casamento. “Aqui, eles nos ajudam muito. Houve apoio de todos, não só do pessoal de atendimento social, mas também da segurança”, explica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site está protegido. Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize as ferramentas de compartilhamento da página.