Volta às aulas: 78% dos pais não autorizam o retorno dos filhos às escolas municipais


A Secretaria Municipal de Ensino realizou uma pesquisa de opinião sobre a possibilidade de retorno das aulas presenciais na Rede Municipal de Ensino de Poços de Caldas junto às famílias dos alunos e servidores da Educação.

Uma pesquisa revelou que 78,2% dos pais não querem que os filhos retornem às aulas de forma presencial – foto Poçoscom.com

Na Educação Infantil, 73% das famílias dos alunos matriculados responderam ao questionário, ou seja, 4.746 de um total de 6.519 estudantes. 78,2% das famílias responderam que não encaminhariam os filhos para os centros de educação infantil ou escolas em 2020, no caso do estado de Minas Gerais autorizar o retorno das aulas presenciais. 72,6% das famílias assinalaram que já retomaram a rotina de trabalho, com a flexibilização do isolamento social.

Na Educação Infantil, 68,7% dos alunos estão desenvolvendo somente as atividades enviadas através do Whatsapp pelos educadores; 15,4% acessam as propostas de atividades no site Aprender Brincando e, nessa faixa etária, 13,6% dos alunos não têm desenvolvido as atividades propostas.

Já no Ensino Fundamental, participaram da pesquisa 8.753 famílias, de um total de 11.897 alunos matriculados. 83,1% apontaram que preferem que os alunos continuem realizando as atividades de forma remota no ano de 2020. No caso de o Estado autorizar o retorno às aulas presenciais, 79,3% não encaminhariam os filhos para a escola. No EF, 81,3% dos estudantes acompanham as aulas via internet.

Em relação aos servidores da Educação, 2.782 (85%) participaram do levantamento, dos quais 993 responderam que apresentam um ou mais tipos de comorbidades relacionadas à Covid-19. Entre os profissionais, 82% preferem continuar realizando as atividades de forma remota no ano de 2020.

2ª reunião do Comitê Municipal Extraordinário para volta às aulas

Nesta nesta sexta-feira, 4, foi realizada de forma remota, a segunda reunião do Comitê Municipal Extraordinário para volta às aulas. Na ocasião, foram apresentados os resultados da pesquisa de opinião sobre a possibilidade de retorno das aulas presenciais na Rede Municipal de Ensino de Poços de Caldas, além do Plano de Trabalho para elaboração do protocolo para retorno das aulas presenciais, que deve ser elaborado com antecedência, independente da definição da data para o regresso.

O Comitê Municipal Extraordinário para volta às aulas diante dos impactos causados pela pandemia do novo coronavírus em Poços de Caldas foi criado pelo Decreto 13.384, de 04 de agosto de 2020. De caráter consultivo e propositivo, o Comitê tem como objetivo apresentar e acompanhar as medidas necessárias para a retomada das aulas presenciais na cidade.

O Plano de Trabalho para elaboração do protocolo de retorno às aulas foi dividido em três eixos: Redução de riscos sanitário; Acolhimento e Proteção Social; e Apoio pedagógico e projetos. O comitê é formado por 32 membros, representantes das autoridades de Educação e Saúde, dos servidores públicos, gestores de escolas municipais, estaduais e particulares, de pais de alunos e do Conselho Municipal de Educação, entre outros.

A próxima reunião do Comitê Municipal Extraordinário para volta às aulas será realizada no dia 02 de outubro, às 10h.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site está protegido. Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize as ferramentas de compartilhamento da página.