Browse By

Xixo será homenageado com espaço em um museu em Alagoas

O empresário Moacyr de Carvalho Dias, o Xixo, receberá uma homenagem póstuma pela dedicação e trabalho realizados em prol da preservação do Mutum-de-Alagoas, ave que estava na lista de extinção, e que por anos, 20 espécies foram alvo de pesquisa e reprodução no então criadouro de aves, hoje Zoo das Aves, mantido pelo empresário no sítio Ferradura no Bortolan.

Projeto foi apresentado à família de Xixo durante visita ao zooparque

No último domingo, 25, o presidente do IPMA (Instituto pela Preservação da Mata Atlântica), com sede em Alagoas, Fernando Pinto, o Coordenador de Gestão Ambiental da instituição, Gustavo Porangaba e o arquiteto Lúcio Moura, estiveram no Zoo das Aves para apresentar o projeto em homenagem ao empresário Moacyr de Carvalho Dias, que faleceu há um ano, aos 96 anos de idade.

O Projeto que inclui o espaço Moacyr de Carvalho Dias em Maceió será um museu interativo no parque chamado Centro de Educação Ambiental Pedro Nardelli, criado e administrado pelo IPMA.

Xixo dedicou boa parte da vida em estudo e preservação de espécies em extinção

O Museu do Mutum-de-Alagoas vai deixar registrada a história que começou com o resgate de três indivíduos da natureza por Pedro Nardelli, levados para o Rio de Janeiro. Em 1999, após reprodução e fechamento do criadouro, 20 deles foram para Belo Horizonte, para o criador Roberto Azeredo e outros 20 vieram para Poços de Caldas, onde Xixo também continuou o trabalho de pesquisa e reprodução, garantindo a preservação da espécie.

O projeto do Museu vai destacar os esforços deste grupo de pessoas e o compromisso das instituições que representam, dentro do Plano de Preservação do Mutum-de-Alagoas. “Queremos fortalecer o grupo que foi criado há tantos anos pelo interesse comum e nobre de manutenção das espécies. Algumas ações serão também específicas para manter os projetos em desenvolvimento”, comentou o presidente do IPMA.

Xixo dedicou grande parte de sua vida à preservação de espécies em risco de extinção, como o mutum-de-Alagoas. A espécie retornou ao estado de origem, no final do ano passado onde foi decretada como ave símbolo do Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *