Este site está protegido. Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize as ferramentas de compartilhamento da página.

Cartas trocadas: projeto incentiva jovens a se comunicarem por meio de cartas em plena era digital

Em meio a era digital se corresponder por meio de cartas é uma atividade que cada vez menos vem sendo praticada entre as pessoas, principalmente entre os jovens, que num simples toque no smartphone já está falando com vários amigos e familiares ao mesmo tempo. Mas graças ao projeto “Cartas trocadas” esta prática está sendo resgatada e ao mesmo tempo reforçando a gramática em sala de aula.

Depois de 4 meses de correspondência, alunos de Poços e Santa Rita de Caldas puderam se conhecer pessoalmente

“Foi uma experiência única!” Assim, a aluna Mikaella Xavier, do CAIC Professor Arino Ferreira Pinto, resumiu o projeto “Cartas trocadas, histórias compartilhadas”. Durante quatro meses, os estudantes do CAIC se corresponderam, por meio de cartas, com os alunos da Escola Municipal Professora Maria Conceição Martins, da cidade de Santa Rita de Caldas. A iniciativa, que visa resgatar o gênero textual carta, também proporcionou uma intensa troca cultural e o surgimento de novas amizades.

Eles puderam colocar no papel suas vivências, o cotidiano nas duas cidades e as suas impressões sobre o mundo. Depois de várias cartas trocadas, eles puderam, enfim, conhecer pessoalmente os destinatários de suas correspondências, em uma manhã festiva realizada no dia 21 de novembro, no CAIC. “Eu não tinha ideia de como ela seria e quando eu vi foi muito diferente do que eu pensei”, disse o estudante de Santa Rita, Emanuel Cândido, de 11 anos, quando conheceu a aluna do CAIC, Thainá Junqueira, com quem trocou cartas nos últimos meses. “A gente conversou sobre o que a gente tinha medo”, confidenciou Thainá.

O professor articulador do projeto, William Pereira, relata que uma das turmas de Santa Rita é formada apenas por alunos moradores da zona rural, o que proporcionou uma troca de experiências ainda mais enriquecedora. “Uma turma de Santa Rita é 100% do campo e os alunos contaram como é a vida na zona rural, o que eles fazem de diferente que na área urbana não tem. Assim, os estudantes do CAIC tiveram oportunidade de conhecer a realidade do campo”, ressaltou. Ana Carolina, de 11 anos, pôde contar um pouco sobre a vida na roça para a nova amiga Andressa.

Para a diretora do CAIC Professor Arino Ferreira Pinto, Juliana Perez Riemenschneider, para além do trabalho com a Língua Portuguesa, o mais relevante do projeto é a questão do vínculo, da amizade e da troca de experiências. “Sem falar na emoção que o projeto proporcionou a todos”, completou. A secretária municipal de Educação, Maria Helena Braga, também prestigiou o evento de culminância do projeto.

A iniciativa “Cartas trocadas, histórias compartilhadas” tem como professor articulador William de Cassio Pereira e visa possibilitar a comunicação entre alunos de diferentes costumes e culturas, proporcionando aprendizado, troca de experiências e enriquecimento cultural.

Além disso, o projeto resgata, em temos de internet, a comunicação por meio de cartas, um dos mais antigos meios de comunicação da humanidade. Durante o trabalho, foi possível resgatar a carta enquanto gênero textual para que os alunos pudessem conhecê-lo, sabendo ler, interpretar e produzir cartas, que circularam em seu contexto real, fazendo sentido para os estudantes. A iniciativa também incentiva o hábito da escrita e aprimora o gosto pela leitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *