Este site está protegido. Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize as ferramentas de compartilhamento da página.

Concerto dos 25 anos da Orquestra Sinfônica é marcado por protesto na Urca

Os 25 anos da Orquestra Sinfônica de Poços de Caldas foram comemorados com um concerto especial realizado na noite desta terça-feira, 25, no Teatro Benigno Gaiga, no Espaço Cultural da Urca.

Manifestantes penduraram faixas para receber senador tucano - foto redes sociais
Manifestantes penduraram faixas para receber senador tucano – foto redes sociais

Além da música de qualidade, quem foi ao teatro também pode acompanhar uma manifestação silenciosa contra o Governo Temer. Representantes de movimentos sociais e secundários penduraram faixas em protestos a atual situação política, tendo em vista que um dos convidados e também homenageados da noite era o senador Antônio Anastasia do PSDB e ex-governador de Minas.

Avisado do protesto, o senador tucano que veio a Poços só para a homenagem não apareceu no Espaço Cultural da Urca.

Fundada em 1991, a Orquestra Sinfônica tem se destacado pelo variadíssimo repertório que leva o publico a uma viagem musical, passando pela música erudita, barroco e popular. E sob a regência do Maestro Agenor Ribeiro Netto e José Roardo Bernardo, a Orquestra Sinfônica, composta por músicos excepcionais ganhou mais evidência com as apresentações do Espetáculo Sinfonia das Águas, que já caiu no gosto dos poços-caldenses e virou mais um atrativo turístico de Poços de Caldas. Aproximadamente 350 mil pessoas já assistiram a Sinfonia das Águas.

Concerto especial contou com repertório totalmente erudito - foto redes sociais/Audrey Rogério
Concerto especial contou com repertório totalmente erudito – foto redes sociais/Audrey Rogério

E ao contrário das apresentações da Sinfonia das Águas, o concerto especial contou com um repertório totalmente erudito, com obras de Elgar, Niccoló Puccinni, Verd, Gershwin e Mascagni, além de contar com participações de solistas como Gustavo Mérida no piano e Alexandre Almeida no violão, bem como do tenor lírico Allan Vilchese e o violinista Valter Riceti Neto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *