Decretado luto oficial pela morte de Mário Chianello

O prefeito Sérgio Azevedo decretou luto oficial de três dias pelo falecimento de Mário Vicente Chianello, ex-secretário municipal de Planejamento de Poços de Caldas.

Chianello tinha 58 anos e deixou a esposa e 4 filhos – foto redes sociais

Chianello faleceu no último domingo, 5, e foi sepultado na tarde desta segunda-feira, 6, no Cemitério da Saudade.

O decreto de luto, publicado no Diário Oficial desta terça-feira, 7, considera a expressiva relevância de Mario Chianello para o município e sua importante contribuição como responsável pelo Departamento de Desenvolvimento Econômico, Demutran, Departamento de Meio Ambiente, Projetos, Aprovação de Projetos, Habitação e Planejamento Urbano. Chianello foi secretário municipal de Planejamento no período de 2002 a 2004.

O prefeito Sérgio Azevedo ressaltou que cabe ao Poder Público interpretar os sentimentos da população, homenageando os entes queridos por ocasião de seu falecimento. “Nossas condolências aos familiares e amigos”, destacou.

Engenheiro civil formado pela Pontifícia Universidade Católica (PUC Minas) atuou na Alcoa de 1988 a 2002. Atualmente era diretor fundador da L&M Consultoria, Mediação e Arbitragem.

Chianello teve participação importante na história política do município. Militante histórico do Partido dos Trabalhadores (PT) foi secretário de Finanças do partido em Poços de Caldas. E desde a juventude foi militante dos movimentos católicos

Chianello também era vice-presidente da Associação de Bares e Restaurantes de Poços de Caldas. Mario Chianello tinha 58 anos e deixou a esposa Maria Eliza e 4 filhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site está protegido. Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize as ferramentas de compartilhamento da página.