DME Distribuição faz campanha sobre risco de choques elétricos

A quantidade de equipamentos eletroeletrônicos usados no dia a dia facilita nas tarefas do dia-a-dia, mas também podem representar riscos caso não sejam utilizados de maneira correta e segura. Praticamente tudo o que usamos precisa de energia elétrica para funcionar, por isso, os acidentes com a eletricidade são tão comuns e merecem atenção.

Acidentes com celulares são muito comuns. O ideal é usar o aparelho somente depois de carregado

Os choques elétricos geralmente são originados por contato da pessoa com partes energizadas de instalações ou equipamentos.

Visando alertar a população sobre os riscos e diminuir o número de acidentes, a DME Distribuição lançou uma campanha para conscientizar a população sobre a forma correta de utilizar os eletroeletrônicos.

O Gerente de Distribuição da DMED, Marco Cesar Castro de Oliveira, ressalta que é importante alertar os riscos do choque elétrico e os seus efeitos, que estão diretamente ligados aos valores das tensões (voltagens) da instalação. É bom lembrar que seus efeitos podem resultar em grandes lesões e até mesmo em morte. “Existem mais pessoas expostas à baixa tensão do que às altas tensões, por isso, proporcionalmente podemos considerar que as baixas tensões como as mais perigosas”, destaca.

Os tipos mais prováveis de choque elétrico são aqueles que a corrente elétrica circula de uma mão para a outra, ou da mão até a parte inferior do pé. “Exemplos de situações e equipamentos que podem provocar um choque elétrico: contato com campainhas, chapinha, cercas elétricas, cercas metálicas, construções próximas à rede elétrica, chuveiros elétricos, computadorescortadores de grama, equipamentos cirúrgicoscondutores partidos no solo, fogões e fornos elétricos, condutores em má condição, geladeiras, holofotes e postes, lâmpadas, lava louçaslava roupasmanobras de instalações erradas, poda de árvores, secador de cabelo, soldas elétricastomadas ao alcance de crianças e tomadas com defeitos”, explica Marco.

Em caso de eletrocussão, nunca encoste na pessoa que está recebendo o choque elétrico, pode ser fatal para todos os envolvidos. Neste caso, deve-se cessar a fonte do choque elétrico ou retirar o condutor energizado da pessoa que está sofrendo o choque, por intermédio de um material isolante, compatível com a tensão que o acidentado está submetido.

Em situações adversas com raios ou trovões, a recomendação é tirar todos os aparelhos eletrônicos da tomada e evitar atender ao telefone fixo ou que esteja conectado na rede elétrica, para se proteger.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *