Rodovia que liga Poços a Águas da Prata é bloqueada para veículos pesados

Atenção aos motoristas que utilizam a rodovia SP-342 , que liga Poços de Caldas a Águas da Prata. Por causa dos deslizamentos ocorridos em três pontos da pista, a via está bloqueada para o tráfego de veículos pesados, incluindo caminhões e ônibus, no trecho entre Águas da Prata (km 237) e a divisa com Poços de Caldas (km 251).

                    Deslizamentos ocorreram em três pontos da SP-342
Deslizamentos ocorreram em três pontos da SP-342  –  foto Whatsapp

A medida de segurança foi tomada por causa dos danos causados pela forte chuva de domingo passado na ponte do km 238+050, localizada sobre o Ribeirão do Quartel. O tráfego para veículos de passeio foi liberado na tarde desta segunda-feira, mas opera em ritmo lento, com a liberação de um carro por vez para passagem sobre a ponte.

Segundo a Renovias, concessionária responsável pela rodovia, o motorista que trafega de Poços de Caldas para Águas da Prata tem como alternativa o desvio pela rodovia SP-215, em direção ao distrito de São Roque da Fartura e Vargem Grande do Sul. O motorista que segue de São João da Boa Vista e Águas da Prata em direção a Poços de Caldas, deve acessar a rodovia SP-344, no km 224, e seguir até o km 241, em Vargem Grande do Sul. Desse ponto, a orientação é tomar como destino São Sebastião da Grama, seguindo por três quilômetros até acessar a SP-215, com direção a São Roque da Fartura/Poços de Caldas.

O trecho da SP-342 entre a área urbana de Águas da Prata e a divisa com Poços de Caldas ficou bloqueado desde 17h30 de domingo, quando uma forte chuva caiu sobre a região e causou quedas de barreiras nos quilômetros 237, 244, 247 e 249 desta rodovia.

Desde o início dos bloqueios, equipes de tráfego da concessionária e da Polícia Militar Rodoviária estão no trecho da SP-342 para orientar os motoristas e indicar os desvios. Engenheiros e profissionais de conservação da concessionária foram acionados na tarde de domingo e iniciaram a desobstrução de vários trechos onde houve quedas de barreiras.

Segundo o diretor da Renovias, Rogério Bahú, é fundamental que os usuários redobrem a atenção, especialmente no km 238+050, onde foi implantado o esquema especial para permitir a passagem de veículos de passeio sobre a ponte danificada pela chuva. No km 247 também há bloqueio de uma faixa, mas o tráfego de veículos flui nos dois sentidos. “ O esquema pingue-pongue montado no km 238+050 será mantido até que os reparados na ponte sejam concluídos. Não há prazo definido para o término da obra”, reforça o diretor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *