Este site está protegido. Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize as ferramentas de compartilhamento da página.

Saúde recebe doses extras de Pentavalente nesta semana

A Vigilância Epidemiológica teve confirmação da Superintendência Regional de Saúde de Pouso Alegre, da qual Poços de Caldas faz parte, de que nesta semana, o município receberá mais doses da vacina Pentavalente, que imuniza contra cinco doenças: difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e meningite causada pela bactéria Haemophillus influenzae.

Constante no calendário nacional de imunização, a Pentavalente deve ser aplicada em bebês, aos dois, quatro e seis meses de vida.

Novas doses da Pentavalente chegam esta semana

No final da semana passada, o município recebeu 522 doses, depois de um mês de desabastecimento.

A procura nas salas de vacinação foi intensa desde a segunda, 20, o que zerou o quantitativo de doses na Policlínica Central e nas unidades básicas de saúde – Jardim São Paulo e Nova Aurora. “Este é um envio extra de doses, diante da grande demanda pela vacina. É uma boa notícia porque significa a continuidade da imunização, tanto para as crianças que estavam aguardando, quanto para aquelas que vão atingir o tempo de vida exigido para aplicação desta vacina, nos próximos dias”, explicou Juliana Loro, coordenadora da Vigilância Epidemiológica.

A falta das doses foi um problema que afetou todo o Brasil e que em muitos municípios, começou no segundo semestre de 2019. Segundo o Ministério da Saúde, a situação foi gerada porque um estoque de Pentavalente adquirido por intermédio da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) foi reprovado em testes de qualidade feitos pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS) e pela (Anvisa) – Agência Nacional de Vigilância Sanitária. As compras com este fornecedor foram interrompidas e por não haver disponibilidade de entrega imediata de nenhum outro fornecedor internacional, o desabastecimento de doses foi gerado. A Pentavalente não tem produção nacional e por isso é necessária a importação. O Ministério da Saúde que é o responsável pela compra de vacinas na Rede SUS, prevê a normalização do abastecimento para março. A distribuição é feita para os Estados, que por sua vez, organizam esta logística em Regionais de Saúde.

Ainda há doses de Pentavalente nas salas de vacinação dos bairros: São Jorge, Ponto da Cascata, Esperança II, Regional Sul, Kennedy I e II, Quisissana, Santa Rosália, Dom Bosco I, Regional Leste, Santa Augusta, Parque Pinheiros, Caio Junqueira e São José. “Os pais podem procurar qualquer uma destas salas, independentemente do endereço de moradia, porque a vacinação ocorre no chamado sistema de porta aberta, para toda a população. Então, quem por ventura for a uma sala onde o estoque de Pentavalente está temporariamente indisponível, pode se informar e ir até uma outra sala que tenha a vacina, já que ainda temos doses em pontos diversos da cidade e este estoque deve ser reforçado na próxima semana”, orientou o secretário adjunto de Saúde, Flávio Togni de Lima e Silva.

As salas dos bairros Itamaraty, Jardim Country Club e Vila Nova estão temporariamente fechadas para manutenção do sistema de refrigeração. Na zona rural, a vacinação é feita pelas equipes de Estratégia de Saúde da Família. O horário de atendimento é das 8h às 16h30. É importante levar a carteirinha de vacinação da criança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *