Suspeitos de matar e jogar lavrador no rio são presos

A Polícia Civil de Campestre prendeu na tarde de segunda-feira, 1°, dois homens, de 25 e 19 anos, acusados de matar e ocultar o corpo do lavrador Arnaldo da Silva Santos, de 38 anos. A vítima foi encontrada em um rio na zona rural com as mãos e pés atados e com dois blocos de concretos amarrados ao corpo.

O corpo da vítima foi encontrado em um rio no bairro das Posses – foto Ricardo Martins/Águia Notícias

O crime ocorreu no dia 22 de maio, data em que o lavrador teria desaparecido, mas o corpo da vítima foi localizado apenas no dia 29, dentro de um rio. No mesmo dia do desaparecimento, a vítima havia registrado uma queixa de ameaça de morte, feita pelo namorado de uma das enteadas do lavrador.

Os suspeitos amarraram ainda blocos de concreto na cintura do homem, com o objetivo de afundar e ocultar seu corpo.

As investigações foram iniciadas assim que o corpo foi encontrado e a autoridade policial representou pela decretação da prisão preventiva dos envolvidos, após o trabalho investigativo apontar a participação dos dois indivíduos na execução do crime.

De acordo com o Delegado Tales de Souza Moreira, que preside as investigações, “após o cumprimento dos mandados de prisão expedidos pela Justiça, os suspeitos foram formalmente interrogados. Um deles se reservou ao direito constitucional de permanecer calado, contudo, o segundo envolvido confessou a prática do crime, bem como delatou seu comparsa, fornecendo detalhes e indicando o emprego de crueldade durante a execução da ação”.

Segundo a perícia, a morte foi causada por asfixia mediante esganadura e traumatismo craniano.

O crime teria sido cometido após surgir a suspeita de que o homem havia abusado sexualmente da enteada, a qual era namorada de um dos suspeitos.

Antes do crime as duas enteadas foram retiradas de casa pelo Conselho Tutelar e levadas para um abrigo para crianças e adolescentes em situação vulnerável na cidade.

Após formalização da prisão, os dois foram encaminhados ao Sistema Prisional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site está protegido. Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize as ferramentas de compartilhamento da página.