UNIFAL realiza estudo sobre o impacto da Pandemia na Saúde Sexual

A atual situação desencadeada pela pandemia do novo coronavírus requer cuidados adicionais de higiene e segurança entre as relações pessoais. Dentre essas, o convívio social tornou-se limitado, o que pode vir a comprometer os relacionamentos entre os casais.

A pesquisa já alcançou mais de mil voluntários – foto divulgação

A fim de levar informações à população e ao mesmo tempo compreender a relação entre a função sexual de homens e mulheres de toda a América Latina, o grupo de pesquisadores do Laboratório de UroFisioterapia, do Programa de Pós-graduação em Ciências da Reabilitação da UNIFAL-MG, está desenvolvendo o estudo “O Impacto da Pandemia da Covid-19 sobre a Saúde Sexual”, que visa compreender a relação entre a pandemia, o desencadeamento de sintomas de ansiedade e a função sexual de homens e mulheres.

“Em tempos de pandemia, distanciamento social, incerteza financeira, discussões políticas, medos e a rotina totalmente modificada, “sem abraços e beijinhos… e carinhos sem ter fim”, como já cantava Vinícius de Moraes; a sexualidade está passando por momento de transformação e reinvenção”, afirmou a professora e pesquisadora responsável pelo Laboratório de UroFisioterapia, Simone Botelho Pereira.

Segundo ela, trata-se de um estudo observacional, realizado por meio de questionários do Google Forms, disponíveis em português e espanhol, com o intuito de atingir toda a população da América Latina. A pesquisa será dividida em: 1) O impacto da Pandemia por Covid-19 sobre a Saúde Sexual de Profissionais de Saúde, comparando aqueles que estão na linha de frente com aqueles que estão em rotina de isolamento/distanciamento social e 2) O impacto da Pandemia por Covid-19 sobre a população da América Latina.

“Temos o objetivo de encontrar respostas que darão aos profissionais embasamento suficiente para que se preparem para auxiliar a população a atravessar este período de forma mais leve e com menos desconforto. Além disso, nossa equipe pretende oferecer à população orientações a respeito do assunto, e, com isso disponibilizará informações direcionadas aos participantes voluntários da pesquisa, além de informações sobre “Sexo Seguro em Tempos de Pandemia”, baseado em recomendações internacionais”, afirmou a Profa. Simone.

O estudo utiliza questionários validados internacionalmente como o Escala do Impacto do Evento – Revisada (IES-R), que tem capacidade psicométrica para investigar o nível de estresse e ansiedade diante de situações traumáticas, e o Índice de função sexual feminina (IFSF) e Índice internacional de função erétil simplificado (IIFE), que avaliam a função sexual feminina e masculina, respectivamente.

O questionário foi disponibilizado ao público há poucos dias e já ultrapassou a marca de 1000 voluntários, que tem entrado em contato em busca de orientações e cuidados através do e-mail disponibilizado na pesquisa. “O número significativo de adeptos em tão pouco tempo demonstra o interesse da população pelo assunto e reafirma a importância do estudo e o seu impacto na sociedade”, comenta a docente.

Os questionários estão disponíveis nos links abaixo:

Versão português: 

https://forms.gle/gdcGeLJ91mjL3JTF8

Versão espanhol: https://forms.gle/e9GjizHNicTKfC7B9

Os voluntários não serão identificados, o que permite que as informações permaneçam anônimas e em sigilo. Não é necessário colocar dados pessoais, como o nome. E, caso queira receber informações sobre suas respostas ou informações adicionais, basta cadastrar um e-mail ao responder.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site está protegido. Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize as ferramentas de compartilhamento da página.