Bloqueio de quase 40% nos recursos vai afetar drasticamente IFSULDEMINAS em Poços

Após a divulgação do bloqueio de recursos pelo Ministério da Educação, a Reitoria do IFSULDEMINAS emitiu uma nota alertando que a medida vai afetar diretamente os oito campi, entre eles e o de Poços de Caldas. O bloqueio de mais de R$ 16 milhões no orçamento anual deve prejudicar o funcionamento das unidades, atingindo diretamente os alunos e as comunidades locais.

Campus do IEFSULDEMINAS de Poços de Caldas é um dos que serão afetados com o bloqueio

Segundo estudos da Pró-Reitoria de Administração do IFSULDEMINAS, o bloqueio imposto pelo Governo, descontado o valor do Auxílio Estudantil, representa um contingenciamento de 39,86% do orçamento institucional de funcionamento, quase dez por cento acima do valor inicialmente anunciado.

Sem os recursos não será possível arcar integralmente com as despesas de alimentação dos estudantes, manutenção dos alojamentos, pagamento de água e energia elétrica e a compra de ração para os animais das escolas-fazenda, por exemplo. Há também o risco de interrupção nos contratos de prestação de serviço com limpeza e segurança, medida que pode causar a demissão de terceirizados.

Ainda segundo a nota, será necessária uma revisão no processo de concessão de bolsas, das viagens técnicas e eventos voltados à pesquisa e extensão. Além disso, há a possibilidade de problemas na reposição de equipamentos dos laboratórios e em uma série de ações necessárias à aprendizagem e ao funcionamento de uma instituição que já formou mais de 90 mil jovens, com um dos menores custos por aluno de toda a Rede Federal.

O IFSULDEMINAS atende a mais de 50 municípios do Estado, contando com quase 27 mil alunos, divididos em 263 cursos técnicos, superiores, de especialização, mestrado, FIC e diversos tipos de capacitação profissional. Há mais de 100 anos, o Instituto Federal do Sul de Minas (antiga Escola Agrotécnica Federal de Inconfidentes, Machado e Muzambinho) transforma a história de milhares de pessoas, de várias partes do país. Hoje, também está presente nas cidades de Carmo de Minas, Passos, Pouso Alegre, Poços de Caldas e Três Corações. Mais de 50% dos cursos são destinados ao ensino técnico profissionalizante, cumprindo todas as exigências legais.

De acordo com a nota, apesar de todos os problemas enfrentados até agora, o IFSULDEMINAS é modelo de gestão e destaque na área produtiva, com suas escolas fazenda, cooperativas, laboratórios de ponta e centenas de projetos e parcerias desenvolvidos junto a empresas, organizações não governamentais e órgãos públicos. “Cremos que o ensino de qualidade transforma e que a Educação merece cada vez mais investimentos. Quem perde com tudo isso é a sociedade. Os alunos que terão seu ensino prejudicado e as famílias, que não verão o sonho de uma formatura se concretizar. Cremos em um país justo, forte e respeitamos as cores de nossa bandeira verde-amarela. Por isso, nos dedicamos com tanto esforço à educação pública, gratuita, de qualidade e inclusiva”, destaca a Reitoria.

Ao final do documento, são destacadas as conquistas do IFSULDEMINAS:

– Menor custo por aluno matriculado: R$ 14.244,68 por ano. Média Nacional – R$ 15.725,66;

– Qualificação dos servidores: um dos maiores percentuais de servidores qualificados na Rede Federal;

– Inovação: O maior número de invenções cadastradas no Núcleo de Inovação Tecnológica registrados na Plataforma Nilo Peçanha;

– Captação de recursos: Aprovação no Programa de Residência Pedagógica e PIBID com captação de recursos de cerca de R$ 2 milhões em bolsas para alunos residentes;

– Nota máxima no MEC: 90% dos cursos superiores avaliados têm nota máxima do MEC (5);

– Elevada relação aluno/professor da rede nos últimos dois anos: 42 e 32,5 respectivamente;

– Destaque em sustentabilidade e gestão ambiental: 6º colocado entre os participantes brasileiros no GreenMetric World University Ranking, ranking internacional que sinaliza os esforços em sustentabilidade e gestão ambiental em instituições de ensino superior;

– Unidade Siass: Atuação como Unidade do Subsistema Integrado de Atenção à Saúde do Servidor Federal;

– Certificado com o Selo Instituição Amiga do Empreendedor;

– Dezenas de parcerias público-privadas;

– Idealizador do Projeto IFSolar: responsável pela implantação de painéis de captação de energia solar em mais de 80 campi da Rede Federal, dentre outros tantos indicadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *