Projeto de lei proíbe malabarismo nas ruas com facões e tochas

A exibição de alguns artistas de ruas que fazem malabarismo com facões e tochas nos semáforos das principais ruas de Poços de Caldas pode estar com os dias contados.

Projeto visa a proibição de malabarismo com facões e tochas – foto ilustrativa

Um projeto de lei apresentado pelo vereador Ricardo Sabino (PSDB), visa a proibição desta atividade.

O projeto de lei n. 56/2019, aprovado em segunda votação durante a sessão da Câmara desta terça-feira, 11, acrescenta dispositivos ao Código de Posturas do Município, proibindo a prática de jogos malabares por artistas profissionais ou não, que utilizem, portem ou manuseiem facas, facões ou qualquer objeto cortante, além de substâncias inflamáveis, em suas apresentações de rua em Poços de Caldas.

A matéria foi aprovada em primeira discussão, por unanimidade, na última semana.

Para o autor da matéria, apesar da Constituição Federal estabelecer que o poder público deve apoiar e valorizar as manifestações culturais, a prática de malabarismo, em especial nos semáforos, apresenta perigo aos pedestres. “Sabemos que é livre a expressão da atividade intelectual e artística do cidadão, no entanto essa prática causa certa preocupação pelo fato de, muitas vezes, os artistas utilizarem objetos perigosos. Acredito que, nesse sentido, é preciso que a Prefeitura tome providências para ordenação do espaço público e garanta segurança a todos”, ressalta.

O projeto foi apresentado pelo vereador em setembro do ano passado e, depois de passar pela análise dos vereadores, recebeu parecer favorável das comissões permanentes. Ricardo Sabino é autor também de um requerimento que pede informações do Executivo a respeito da fiscalização dessa atividade no município. “Estávamos recebendo, constantemente, reclamações sobre a ocupação das faixas de pedestres por malabaristas manuseando objetos perigosos, fato que coloca em risco não somente as pessoas que estão atravessando a rua, como também os veículos que aguardam no semáforo. A primeira votação do projeto já ocorreu e aguardamos, agora, a aprovação final”, ressalta.

O projeto de lei foi agora segue para sanção do prefeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site está protegido. Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize as ferramentas de compartilhamento da página.