Saúde recomenda que isolamento social seja mantido até o dia 13

A recomendação foi enviada ao Ministério Público de Minas Gerais, em resposta ao questionamento feito pelo Órgão à Secretaria de Estado de Saúde.

A recomendação foi envidada em resposta ao questionamento feito pelo MPMG

Na tarde desta terça-feira, 31,  o procurador-geral de Justiça, Antônio Sérgio Tonet, reuniu-se por meio de videoconferência, com o coordenador do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Defesa da Saúde (CAO-Saúde), Luciano Moreira, e diversos promotores e promotoras de Justiça de todas as regiões do Estado com atribuições nesta área.


Luciano Moreira transmitiu aos participantes a resposta da Secretaria Estadual de Saúde ao ofício encaminhado pelo MPMG, no último domingo, solicitando informações sobre eventuais mudanças que flexibilizassem as medidas propostas pelo Estado para a restrição do convívio social.

De acordo com o documento, assinado pelo secretário de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, a recomendação do Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COES Minas Covid-19) é pela manutenção das medidas de restrição de convívio social, até o dia 13 de abril, quando o cenário será novamente analisado.


Uma portaria expedida, também nesta terça-feira, pelo Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Minas Gerais (Cosems/MG) vai no mesmo sentido e recomenda aos gestores de saúde estaduais, “relativamente aos aspectos normativos, observarem os termos expedidos pelo Ministério Público do Estado de Minas Gerais, através de suas Especializadas, para a boa, segura e eficaz aplicação da Lei na condução jurídica do temas relativos ao Covid-19.”


O coordenador do CAO-Saúde ressalta que, sem as medidas de restrição, o número de casos pode implicar no esgotamento da capacidade do sistema de saúde. “Seguiremos acompanhando as medidas do governo dentro dos foros dos quais participamos para que as decisões pautadas nas melhores evidências técnicas sejam observadas em beneficio da população”, disse Luciano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site está protegido. Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize as ferramentas de compartilhamento da página.