Funcionários dos Correios em Poços seguem com a greve até o dia 21

Os 50% dos funcionários dos Correios de Poços de Caldas seguem com a paralisação, pelo menos até o próximo dia 21, data que ficou agendado o julgamento do dissídio pelo Tribunal Superior do Trabalho.

Em Poços 50% dos 70 funcionários seguem em greve

No julgamento os ministros do TST podem decidir o valor do reajuste salarial e outras cláusulas que passarão a vigorar no novo acordo coletivo de trabalho, uma vez que não houve acordo durante a audiência de conciliação realizada na última sexta-feira.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores dos Correios de Minas Gerais, a categoria reivindica melhorias salariais e o restabelecimento de direitos já adquiridos e que foram retirados do Acordo Coletivo de Trabalho, que tem vigência até julho de 2021, por parte da Diretoria dos Correios.

Segundo o Sintect-MG a retirada de 70 cláusulas do Acordo Coletivo, que contemplava benefícios como entre elas a licença-maternidade de 180 dias, pagamento de adicional noturno, auxílio-creche e indenização por morte.

Além disso, segundo o sindicato a suspensão do acordo coletivo vai provocar uma perda de até 60% na remuneração dos funcionários.

Em nota os Correios informaram que os trabalhos seguem para reduzir os efeitos da paralisação parcial dos empregados. Durante o último fim de semana e feriado de Dia da Independência, os empregados das áreas administrativa e operacional estiveram mais uma vez unidos em prol da manutenção dos serviços da estatal.

Nas últimas quatro semanas, seguindo o plano de continuidade do negócio, já foram mais de 187 milhões de objetos postais, entre cartas e encomendas, entregues em todo o país.

A rede de atendimento segue aberta e os serviços, inclusive o SEDEX e o PAC, continuam disponíveis. As postagens com hora marcada permanecem temporariamente suspensas – medida em vigor desde o anúncio da pandemia.

2 comentários em “Funcionários dos Correios em Poços seguem com a greve até o dia 21

  • 15 de setembro de 2020 em 12:31
    Permalink

    Bom dia;

    Deveriam por a mão na consciência. Pandemia, quarentena, ainda assim estão empregados e recebendo um bom salário. Quantas pessoas fecharam suas industrias, comércio, ou perderam o emprego.
    Quando o cidadão perde o caráter, perde a direção, e com isso acaba sendo alienado de um sindicato que só pensa em si próprio e em TRAVAR o país, é só o povo que perde.
    Esses funcionários dos correios deveriam pedir as contas e procurar outra coisa pra fazer, que, caso não queiram trabalhar, que prejudique só a eles e a família deles.
    Os correios era uma empresa fantástica há pouco tempo atrás, perfeita e um exemplo no Brasil. Graças a essa m.. de sindicato e uma meia dúzia de alienados, acabou se tornando mais uma dor de cabeça para todo cidadão brasileiro. Vocês estão envergonhando a nação com esse “frescura” suas.
    SALÁRIO DE R$ 1.600,00 E MAIS R$ 1.000,00 DE VALE ALIMENTAÇÃO.
    PEÇAM AS CONTAS, POR FAVOR!!!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site está protegido. Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize as ferramentas de compartilhamento da página.